31 de outubro de 2012

Mãe e empreendedora: Evelyne, da Bentô Kids


Recebi e aceitei com muito carinho o convite de escrever para blog das Big Motherns Brasília, pois são mães e mulheres de bem, surpreendentes e vencedoras que têm minha total admiração e apoio.

Agora que já babei um pouco, vou falar de algumas dificuldades que passei e ainda hoje passo para cuidar de um filhotinho de 1 ano e 9 meses, de uma empresa que foi aberta em fevereiro desse ano (2012) e claro, não posso me esquecer do marido...que muitas vezes acabo esquecendo ( coitadinho)!


Como já citei, a Bentô Kids nasceu em fevereiro, quando o Enzo acabava de completar 1 ano e 1 mês. Ela surgiu de uma angustia que eu sempre tive quanto a alimentação das crianças. Antes de abrir a empresa, eu era professora e sempre via e acompanhava os meus alunos de perto, a ausência dos pais e a má alimentação das crianças, seja na escola, seja almoçando com eles no giraffas depois da escola. O que mais me entristecia era a noção, ou melhor, a falta de noção que alguns pais tinham. Só para constar, eu sou formada em Biologia e na escola eu dava aulas de ciências e conversava muito sobre alimentação saudável, piramide alimentar, vitaminas, entre outras coisas e sempre ouvia comentários como ECA, salada? quem come mato é vaca, entre outras coisas. 

Então percebi que não adiantava levar esses problemas para a sala de aula, a cabeça que tinha que mudar era a cabeça do responsável pela criança. A escola serve para dar suporte Às famílias e ensinar, quem de fato educa são os pais, a família. Educa em todos os sentidos, inclusive na EDUCAÇÃO alimentar. 



Foi aí que fiquei grávida do Enzo e a minha angústia crescia junto com o Enzo na barriga. Aos 7 meses de gestação eu já estava decidida a sair da escola e a me dedicar exclusivamente ao meu filho. 

Quando estava com 9 meses de gestação recebi uma noticia muito triste da morte de um colega que havia estudado comigo desdo pré até a quarta série e que eu me lembrava muito bem dele, pois ele sempre levava na lancheira guaraná, salgadinhos e chocolate, todos os dias.Pois bem, um rapaz com 30 anos e muito chão pela frente, teve três AVCs, tinha hipertensão e diabetes.

Depois de um mês da morte desse meu colega, recebi um e-mail de uma de nossas amigas, encaminhando o e-mail da mãe desse rapaz, pedindo pelo amor de Deus, para as mães se preocuparem com a alimentação de seus filhos, ter tempo para curtir os filhos, para que elas mantivessem os filhos saudáveis para que eles as enterrassem e não o contrário, que a culpa era dela, que ela deveria ter tido pelo menos 1 hora a mais todo dia para poder ficar com ele e cuidar da alimentação, para que ele não tivesse que comer miojo, pizza e sanduíche todos os dias.


Isso me doeu tanto que foi como se fosse o empurrão que eu precisava para ter coragem de usar todas as minhas economias em algo que eu acredito de corpo e alma, daí surgiu a Bentô Kids. 

Então as pessoas me perguntam como surgiu a ideia e eu sempre tento resumir a historia porque ela é grande demais e acaba parecendo que foi uma coisa simples, mas não foi. Ainda morando na casa dos meus pais, com um filho para sustentar, usei tudo o que tinha para abrir a empresa e como toda empresa em início de carreira, ela passa por diversas dificuldades e confesso que já pensei em fechar algumas vezes, mas o que me motiva de verdade continuar, são ligações, e-mails e recados de mães com os feedbacks! 

Fico tão alegre que ganho o dia quando recebo uma mensagem boa! A empresa vai mal e vai bem! Vai mal porque a grana acabou e o retorno ainda não chegou, vai bem porque tem o feedback das mães e a publicidade gratuita, que graças a Deus tem aparecido e isso eu realmente agradeço a Deus, só pode ser a mãozinha dele, para que tantas coisas boas estejam acontecendo, como se fosse um recadinho dele dizendo, Continua Evelyne


Além dessas dificuldades, também tem uma coisa que faço questão, estar sempre presente na vida do meu filho, cuidando, brincando, educando, acompanhando e obviamente NUTRINDO ele de todas as formas saudáveis, então dou poucos cursos e em horários compatíveis com o Enzo que, graças a Deus, também tem a minha mãe como porto seguro! 

Todas as vezes que vou dar um curso é com ela que deixo o meu pequeno, por vários motivos, minha mãe é um exemplo de pessoa a ser seguido, admirável, cuida da gente com muito amor, ama ficar com ele, ela mora em uma chácara, então isso é ótimo para o Enzo e, cá pra nós, eu como de tudo e mais um pouco graças a Ela, eu sei de tudo e mais um pouco, graças a Ela, então Deus realmente está sempre comigo!

Por isso a empresa está pobre de dinheiro, mas forte de energia positiva, amor, incentivo e paixão!

No curso faço amizades com mães amorosas, preocupadas com os filhos, mães cuidadosas que disponibilizam um tempo precioso para fazerem o curso comigo.


Agora eu como mulher, estou um zero a esquerda rs, não sei mais o que é cabeleireiro e manicure já faz alguns meses, não saio para comprar roupas novas, sapatos novos ou qualquer outra coisa, me maquiar então, nem se fala, mas estou aderindo ao desbarangar das BMBs aos poucos, praticar algum exercício físico é sonho distante, o que eu pratico bastante é levantamento de Enzo e lavação de pratos.

Graças a Deus o marido ajuda bastante e é ele quem tem segurado as pontas por aqui, tem pagado meus cartões de crédito, feito algumas compras para os cursos e pagado as contas da casa e necessidades do Enzo, então também agradeço muito pelo marido que tenho, mas é isso, vamos levando!

A vida não é fácil, mas se a gente falar que ela é difícil...parece que fica tudo mundo mais pesado, difícil e soa como justificativa para continuar difícil... então eu sempre penso, minha vida é mole, tenho muitas pessoas que me amam! Difícil é quando você é uma pessoa sozinha, solitária e não recebe um beijinho e nem um abraço de um bebezinho sorridente todos os dias! 


Abraços, Evelyne (mãe do Enzo e idealizadora da Bentô Kids)

Post escrito por uma leitora do blog! Obrigada por participar!

30 de outubro de 2012

Quando o assunto é remédio, todo cuidado é pouco.


Todo mundo sabe que lugar de remédio em casa que tem bebê e criança é em lugar alto, bem alto! Escrever um post sobre isso não parece que vá trazer qualquer informação que já não tenha aparecido por aí antes.

Por outro lado, quando o assunto é remédio, o armazenamento é apenas um dos fatores aos quais devemos estar atentas.

No mês de setembro último, meus filhos (e mais da metade das crianças do cerrado) passaram por duros dias de crise respiratória. Não foi fácil. Medicamento pela manhã, nebulização, medicamento à noite, nebulização, medicamento o tempo todo, nebulização.

Em cada visita à pediatra, uma nova lista de remédios...

E foi então que resolvi organizar a caixa de medicamentos aqui de casa. O resultado? Bem, uma pequena quantidade de remédios estava, simplesmente, vencida! Pequena?

Fui colocando os remédios vencidos dentro da pia e o resultado foi o da foto que ilustra este post!

Fiquei estarrecida. Primeiro porque não imaginava que havia tanto remédio aqui em casa; segundo, óbvio, porque remédio vencido é dinheiro no ralo e quer dizer que não prestei atenção no que tinha antes de comprar mais; terceiro, e principalmente, fiquei pensando o perigo da fórmula: noite sem sono + remédio vencido + menino passando mal.

Alguém aí lê data de validade de remédio às 3h40 da manhã com menino com febre e/ou tossindo? Eu não.

Ainda bem que não aconteceu, que meu coração me avisou antes e pude organizar a caixinha (são 3!) de medicamentos, mas podia ter acontecido.

E remédio vencido entra pra lista de veneno mesmo. Porque das três, uma: ou não vai fazer o efeito desejado, ou vai agravar o quadro, ou vai, até mesmo, abrir a possibilidade de um quadro novo aparecer.

Então, mamães e papais, olhos atentos! Reservem um minutinho na correria diária e verifiquem a validade dos remédios, pelo menos, uma vez a cada seis meses. Pequeno gesto, mas que garantirá tranquilidade quando, às 2h30 surgir a necessidade de medicar seu pequeno príncipe ou sua cinderela.

Abraços, Lucyanna (mãe do JP e do GB)

29 de outubro de 2012

Dicas de Viagem: João Pessoa

We are in love com direito a suspiros!
Eu ouvia falar aqui e acolá que a capital da Paraíba além de ver o dia amanhecer primeiro no Brasil, é linda de viver. Resolvemos conferir e, sinceramente?... Superou as nossas expectativas. Tudo bem que a impressão que se tem de um lugar é diretamente proporcional ao estado de espírito do visitante, right? Fato é que eu e minha família estávamos tão cansados e precisando de férias que embarcamos no avião de braços abertos para Jampa. 
Minha gente, a cidade não é o que falam. As pessoas só não foram efetivamente justas porque João Pessoa é bem mais bonita, o povo é bem mais simpático e atencioso, a paisagem é de cartão-postal dia e noite, aquele sotaque é como música boa (hahaha, olha que cara-de-pau dessa baiana aqui falando de sotaque!!!). Falando na real: JP tem um quê de cidade pequena no litoral com mar de água morna, daí... Paraíso talvez seja mais apropriado para tentar definir.
Então vamos às dicas de roteiro para quem vai a Jampa com criança, beleza pura? A principal delas: GPS é muito bem-vindo, caso você resolva alugar um carro. Confira as demais:
1) Feirinha de Artesanato na orla em frente ao Hotel Tropical Tambaú - lá tem muitos boxes onde os comerciantes vendem produtos típicos, dá pra comprar as lembrancinhas pros chegados e comer uma tapioca das boas. Tem também outros lugares ao longo da orla onde dá pra tomar um café no final da tarde, traduzindo: era nosso passeio de todas as noites;
2) Manaíra Shopping - se você é absolutamente urbana como eu, jamais deixará de se informar qual o endereço do Shopping mais legal da cidade, hahahahahahahaha... Mesmo porque na hora do aperto (esqueceu de comprar a sunga, fez friozinho à noite e não levou casaco, precisa pegar dinheiro no caixa eletrônico com segurança, quer fazer um lanche rápido...), o shopping é disparado a melhor opção. O Manaíra Shopping foi aprovado, fomos lá mais de uma vez;
3) Restaurante Mangai - se você é brasiliense tem que ir ao Mangai de João Pessoa para ver onde tudo começou. Tá, o Mangai de Brasília é bem maior, tem estacionamento e parece que as opções de comida e sobremesa aqui são mais variadas e lá, blá, blá, mas não deixe de ir. Uma coisa é ter um restaurante com comida típica e outra sensação é experimentar o lugar em sua terra natal. Tome cuidado somente na hora de estacionar porque o Mangai fica na esquina de uma rua movimentada;
4) Praia de Cabo Branco - assim como em outras praias do Nordeste, a Praia de Cabo Branco não pode ter barracas invadindo a areia com mesas e cadeiras para servir os banhistas. Perdemos em comodidade e conforto, mas ganha a natureza. De qualquer forma a praia fica bem mais extensa e pode-se alugar sombreiro com gente que fica lá só pra isso (obs.: pagamento antecipado, paga-se para usar). O pessoal da barraca também te atende do mesmo jeito, trazem água de coco, bebidas e comidas e disponibilizar chuveiro para banho de água doce;
5) Praia do Jacaré - Imperdível!!!! Não deixe de prestigiar o pôr-do-sol na Praia do Jacaré por nada, não saia de João Pessoa sem viver essa experiência. Dá vontade de voltar todos os dias. Há saxofonistas que se revezam na tarefa de tocar no barco, no meio do rio, enquanto o sol se põe. O público instalado nos bares e restaurantes ao longo da orla deste rio tem visão privilegiada e curte cada segundo, é uma experiencia única para adultos e crianças;
6) Restaurante Tererê, na Praia de Cabo Branco - se você gosta de ser MUITO, mas MUITO bem tratado, praticamente MIMADO e comer muito bem, então pode ir com gosto ao Restaurante Tererê. Impecável, refinado, excelente serviço, bem frequentadíssimo e eleito por mim como o melhor de todos em João Pessoa. Tá, ele é um pouco mais caro do que o convencional de Jampa, mas para quem paga por comida em restaurantes convencionais de Brasília não notará nenhuma diferença. Aliás, notará: o tratamento de celebridade que a gente recebe no Tererê.
Caia fora: Barra do Gramame - nos disseram que era um programão e que o lugar é lindo. Só acertaram metade, o lugar realmente é belíssimo, é o encontro do rio com o mar, dunas dividem os dois, dá pra se fazer fotografias de cinema, mas perdeu sua majestade. A Barra do Gramame anda pessimamente freqüentada, muitos bêbados, carros com som alto, pouca gente e nada de policiamento. Apesar da beleza, fuja de lá por enquanto!
Ah, detalhe: esta lista acima não é exaustiva! Tem muitos outros lugares para se conhecer, tem lugares legais onde fomos mas não citei senão o post não acabava. E outros lugares que acabamos sem ir por falta de oportunidade. O problema é só conciliar o tempo que se dispõe para turistar e adequar isso ao ritmo de sua família. Passamos uma semana lá e não visitamos tudo o que gostaríamos porque a estadia foi curta. Isso por um lado é bom demais porque saímos de João Pessoa já devendo visita de volta, hehehe...
Vai e aproveita, viu?
Depois conta.
 
Maiara, mãe de Nicole. 

27 de outubro de 2012

Férias Divertidas da BOOBAMBU - Academia da Criança


Vem aí mais uma edição das Férias Divertidassssssssssssss!!!!

As inscrições já estão abertas e você pode garantir a vaga do seu pequeno e ainda aproveitar o preços promocionais até 15/11.
A 7ª edição das Férias Divertidas da Boobambu acontecerá de 7 a 18 de janeiro de 2013, 14h às 18h, de segunda à sexta no colégio Ciman da Octogonal. Para crianças de 2 a 8 anos, turmas com número reduzido e divididas por faixa etária. Em breve será divulgada a programação no site: www.feriasdivertidas.com.br

As Férias Divertidas de janeiro vem recheada de dirversão, a cada hora é uma oficina diferente e a família pode escolher quantos dias quer frequentar.

Ligue e confira os pacotes promocionais: 61-30416010

Conheça a Boobambu: www.boobambu.com.br

Não deixe seu filho de fora dessa.

26 de outubro de 2012

Agenda Cultural Infantil de Brasília: 27 e 28 de outubro

 
 
 
 
"Show Turma do Carrossel"

Data: 28 de Outubro, Domingo.
Horário: 18h.
Local: Ginásio Nilson Nelson - Eixo Monumental
 

Ingressos: R$ 40,00 a R$ 80,00

O maior fenômeno da TV brasileira em um espetáculo imperdível


Show de Mágica: "ABRACADABRA", com Garcia

Data: 27
Local: Espaço Cultural Bagagem - Quadra 40, Loja 16 Setor Central-Gama
Horário: 17h
Entrada: Franca

O espetáculo “Abracadabra” com o Mágico Garcia já foi visto por milhares de crianças e tem como base magia cômica e clássica sendo totalmente interativo. A ilusão faz a parte da formação dos sonhos infantis, tornando esta apresentação única.


Liberty Kids: 

Data: 27
Local: Praça de Alimentação do Liberty Mall
 
Tia Docinho e Turma

Horário: 15h
Local: Praça de Alimentação do Liberty Mall
Entrada Franca
Oficina de Brigadeiro
 
Horário: 16h
Local: Praça de Alimentação do Liberty Mall
Entrada Franca
 
Storytelling - The Ugly Duckling
Data, 27
Horário: 17h
Loja: Shopping Center Iguatemi Brasília -  Lago Norte
Local: Térreo
Classificação etária: A partir de 4 anos
Cuentacuentos: Contos uruguaios
Data:27
Horário:17h
Loja: CasaPark Shopping Center
Local: Seção Infantil
Classificação etária: A partir de 4 anos
 

"A Roupa Nova do Imperador", com Cia. Burlesca

Data: 27
Local: Lojas Fnac - Parshopping
Horário: 16h
Entrada: Franca
A Companhia Burlesca brinca com o ridículo, aproveita-se dos arquétipos estereótipos e se diverte com o cotidiano do homem moderno. Com um humor ingênuo, escrachado e inteligente, a Companhia Burlesca utiliza as linguagens da música ao vivo, da tradição oral, do teatro de animação, das pantomimas e a linguagem clownesca, para narrar contos, cordéis, lendas, parlendas e histórias de todos os estilos e originárias de todos os continentes.


CRIANÇAS NO ESPAÇO


Data:  Até 31 de outubro
Horário: Todos os dias, das 12h às 20h

Faixa Etária (módulo Lunar e Terrestre): crianças de 6 a 10 anos

A atração permite que crianças e adultos possam conhecer um pouco mais sobre os astronautas e as descobertas espaciais.
 


Teatro Infantil: Musical Os Saltimbancos

Data: 27 e 28
Local: Espaço Cultural Brasil 21- Setor Hoteleiro Sul
Horário: 16h
Entrada: R$40,00 (inteira) e R$ 20,00 (meia)

Nesta adaptação do clássico infantil, a obra narra de forma bem humorada a condição e os direitos da classe trabalhadora, representada aqui por quatro animais. Um jumento, um cachorro, uma galinha e uma gata que vão encantar crianças de tosas as idades.



Teatro Infantil: "A Família Addams", com Cia. Néia e Nando

Data: 27 e 28
Local: Teatro Escola Parque (307 Sul)
Horário: 17h
Entrada: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia)

No mês do Halloween,  a turminha poderá curtir as aventuras da macabra e divertida família norte-americana, que surgiu nos quadrinhos de 1930,  na superprodução da  Cia Teatral Néia e Nando.  Os Addams já ganharam versões em programas de TV,  cinema e também em musicais na Broadway.
Difícil encontrar uma pessoa que não conheça  os Addams,  que vivem em uma mansão assombrada e têm hábitos mórbidos. Chefiados pelo patriarca Gomez Addams e sua esposa Mortícia,  pais do desmiolado Feioso e da sádica Vandinha. Ainda no clã, a vidente Vovó, o explosivo Tio Chico, o mordomo Frankestein Tropeço e a desmembrada mãozinha. 

Teatro Infantil: "A Raposa e a Galinha", com Cia. Mapati

Data: 27 e 28
Local: Espaço Cultural Mapati - SHCGN 707, Bl K, nº 05
Horário: 17h
Entrada: R$30,00 (inteira) e R$15,00 (meia)
A eletrizante história de uma galinha que se vê nas mãos da raposa mais esperta do universo, tudo isso acompanhada por um macaco fofoqueiro e intrigueiro que arma as maiores confusões.

Teatro Infantil: "Pluft O Fantasminha", com Cia. Teatral Néia e Nando

Data: 27 e 28
Local: Teatro Brasília Shopping
Horário: 15h e 17h
Entrada: R$40,00 (inteira) e R$20,00 (meia) e R$15,00 (+ BSB Kids e Sócios do Clubinho Néia e Nando).
A peça irá contar a história de um fantasma medroso, que tem pavor de pessoas vivas. Pluft é um fantasminha diferente que vive com sua mãe e o tio Gerúndio, no velho castelo do falecido Capitão Bonança onde, segundo boatos, há um tesouro escondido.  Por conta deste tesouro, o pirata Perna de Pau sequestra a menina Maribel, neta do capitão, e a esconde no sótão do castelo, onde Pluft mora com a família. O fantasminha terá que enfrentar seus receios para salvar Maribel e se ver livre do malvado Perna de Pau.  


Espetáculo Infantil: "Quarteto do Cerrado"

Data: 27 e 28
Local: Espaço Cultural Mosaico - 714/715 Norte, Bloco D
Horário: 16h
Entrada: R$ 15,00 (INTEIRA)  e R$ 7,50 (MEIA)

O espetáculo conta a historia de quatro animais: Tamanduá-Bandeira , Lobo-Guará, Ema e Jaguatirica , que devido às queimadas, ao desmatamento, o aquecimento global, a construção de rodovias , o crescimento desordenado das cidades e a biopirataria se unem para buscar um novo lar.
O lugar escolhido acaba sendo a cidade, e lá, se envolvem em diversas confusões que os levam a tomar uma atitude para o bem de todos e a vencer os desafios juntos. Esses animais em extinção ensinam a importância de se preservar o meio ambiente de uma forma sustentável, utilizando-se da música e muito humor. Conscientizando e internalizando nas crianças, a importância de preservar a natureza e aproximando os personagens típicos da fauna e flora do cerrado ao universo das delas.


Hora Animada: "Show de Mágica", com Tio André

Data: 28
Local: Boulevard Shopping - Asa Norte
Horário:17h
Entrada: Franca




Domingo no Pátio: "A Festa das Bruxas", com Cia Três Amiguinhos

Data: 28
Local: Pátio Brasil Shopping
Horário: 16h 30

Uma bruxa muita malvada  vive em um canto escuro da floresta. Massaroca, como é chamada, é temida por todos os bruxos do local. Por isso, no dia em que um deles decide dar uma festa, a bruxinha má não é convidada. Inconformada, ela tenta, de todas as formas, acabar com a festa de Halloween



Domingo é Dia de Teatro: "As Aventuras de um Príncipe", com Estrupenda Trupe

Data: 28
Local: Teatro Eva Herz - Iguatemi Brasília
Horário: 15h
Entrada: Franca (mediante retirada de ingresso no Concierge a partir das 12h)

O espetáculo ‘As aventuras de um príncipe’ é uma livre adaptação da obra clássica de Antoine de Saint-Exupéry (O pequeno príncipe) e conta a saga de um príncipe explorador em busca de novos amigos. Com música ao vivo, projeções de imagens e bonecos, os personagens convidam crianças e adultos a se emocionarem com esta incrível jornada.


Teatro Infantil: Festa dos Bruxos

Data: 28
Local: Terraço Shopping (Octogonal)
Horário: 17h

Inspirada na tradicional festa de carnaval, a peça mostra a comemoração realizada pelos bruxos. Segurem-se em suas fantasias, pois o carnaval deste ano começa mais sedo e promete ser inesquecível!


Passaporte da Alegria

O mês de outubro ainda promete muita diversão para a garotada que visitar o Terraço Shopping. Dos dias 18 a 28 de outubro, aqueles que fizerem compras acima de R$ 50 poderão adquirir vouchers para o Magic  Games, equivalentes a quatro fichas, para se divertir nos brinquedos da loja. Basta levar as notas fiscais que comprovem as compras acima de R$ 50 até o balcão de informação do shopping. A promoção é válida para até duas trocas por CPF, enquanto durarem os estoques de voucher.
 
 

São Paulo com Crianças – PARTE V (final)


Hoje vou deixar o feedback sobre os hotéis escolhidos por nós nessa viagem.

Seguindo a linha da Maiara, quando falou de João Pessoa, como não se trata de post patrocinado (hehehehehehe) deixarei minha opinião mais que sincera sobre cada um

Home Green Home (Campos do Jordão): considerando que era altíssima temporada e nem pousadinha estava menos de R$500,00 a diária, encontrar uma promoção por R$300,00 foi ótimo.


O hotel era grande, café da manhã razoável (mais para bom que pra ruim), quarto grande.
 
Parte ruim: precisando de reforma, principalmente os quartos, e também ficava muito distante do Capivari. Como tudo no Capivari é pertinho, ficar hospedado ali garante não precisar toda hora pegar o carro. Nunca cidade pequena isso é muito bom!!!

O quarto era tipo "duplex". Na parte de baixo uma sala (com lareira) e uma copa e cima banheiro e quarto.

A cama era grande, mas HORRÍVEL. Dor nas costas todos os dias. Colocaram para o Gustavo um berço desses desmontáveis SEM colchão (piada).

Tinha piscina aquecida mas não usamos.

A vista de lá era linda!!!

Radisson Faria Lima (São Paulo): seria mais um hotel de negócios em São Paulo, se não fosse a excelência em atendimento. Tudo perfeito.
Dor nas costas? Senti ao voltar para casa... a cama foi a melhor q já deitei na vida. Super, hiper, mega king e macia, gostosa.

Tratam os hóspedes com muita atenção e cortesia. Café da manhã delícia. Até presentinho para o Gustavo teve: caderno, lápis de cor e balões para ajudar a entreter o pequeno.



Eles possuem alguns diferenciais que são coisas simples mas que agradam os hóspedes, pois nos sentimos especiais.

Tapete do elevador era trocado em todos os turnos. Pela manhã era um escrito “bom dia”, de tarde o "boa tarde" e à noite outro com "boa noite".



No lobby do hotel esperando o manobrista trazer o carro: tacinha de espumante e a perguntinha "Posso oferecer um suco para o seu filho? Qual ele prefere?" Nem em resort tivemos tratamento assim.



O quarto bem espaçoso e confortável. Junto ao frigobar tinha uma pia com escorredor de louça, ótimo para nós que temos copos, mamadeiras e coisinhas de criança para lavar.



No final da tarde tinha "docinho" e água mineral de cortesia no quarto (paparico, como chamam), bem como abertura de cama, para quem quisesse.


No lobby havia água aromatizada (cada dia um sabor diferente) e café expresso à disposição.


Na única vez que utilizamos o room service fomos bem atendidos.  O pedido chegou rápido e estava delicioso.
 
O único “porém” foi em relação à piscina, que deveria ser climatizada, mas estava gelada (mesmo assim o Gustavo encarou).

Saldo final: recomendamos de olhos fechados!

Bem galera, esse foi um resumo das nossas férias de julho. Espero, sinceramente, que essas dicas possam ser úteis para outras pessoas, pois foram compartilhadas com muito carinho.

E se você tiver alguma, não deixe de nos escrever!

Beijo grande!

Amanda, mãe do Gustavo.

25 de outubro de 2012

São Paulo com Crianças – PARTE IV


Hoje é dia das nossas dicas de “onde comer” nessa nossa aventura em São Paulo com o Gustavo.

Scuzzi (Shopping Iguatemi): um fast food de comida deliciosa, amei! O cardápio é todo apetitoso, mas fui no “prato do dia”, composto de um risoto com frango grelhado + mix de folhas com molho balsâmico (cada dia é uma combinação diferente). Vale a pena, principalmente se estiver com pouco tempo, pois sai rápido.


Sweet Pimenta (Shopping Iguatemi): onde comi o melhor docinho caramelizado da minha vida. Lá também tomamos vinho e jantamos. Aprovado! (http://www.sweetpimenta.com.br/)


Pizzaria Ritto: AMAMOS! Pizza deliciosa, atendimento primoroso, vinho delícia e uma super atração para o Gustavo: uma mini-taboa, um rolinho e um pedacinho de massa de pizza para ele se distrair enquanto a gente esperava o nosso pedido. Sem conta que o ambiente era super agravável e o restaurante lindo (http://www.ritto.com.br/)


Famiglia Mancini: PERFEITO! Lugar lindo, agradável, comida deliciosa, atendimento excelente. Destaques: música ao vivo com piano, cello e uma pequena bateria (o Gustavo, claro, escolheu uma mesa em frente e ficou vidrado), veio o “mágico da casa” distrair ele e tinha de cortesia para a criança uma porção de fritas ou uma massa com molho sugo (a nossa opção). Amamos demais. Depois do jantar, vinho, sobremesa e café dava vontade de continuar por lá e não ir embora, tão bacana que é. Agradou a todos. A melhor massa que já comemos, sem dúvidas. Parada obrigatória em um retorno nosso a Sampa. Nos outros dias o Gu só queria “o restaurante do piano”, rs. (http://www.famigliamancini.com.br/)






Applebees (Morumbi Shopping): Lá fomos acomodados estrategicamente em uma mesa de frente à brinquedoteca disponível dentro do restaurante. O Gustavo ficou o tempo todo lá se divertindo e a gente olhando. Drinks ótimos e comida legal (http://www.applebees.com.br/home/).




Lugares que pensamos em ir, mas não rolou:

Casa da Fazenda: fomos pensando em jantar, mas ao chegar tivemos a triste notícia de que naquela noite o restaurante estava fechado para um evento particular. Ficamos babando por fora, pois o lugar era LINDOOOOOO! Já está na lista para a próxima vez.

Spot: no Guia São Paulo com Crianças ele estava indicado assim: “primeiro pela área externa. As crianças podem ficar correndo por ali e os pais podem ficar de olho se pegarem uma mesa perto do vidro.” Pensamos que seria perfeito para ir com o Gu, mas chegamos lá vimos q essa “área externa” não tinha nenhuma proteção e ficava a poucos passos da rua, que passava bem em frente. Imagina deixar a criança lá e você olhando de dentro do restaurante pelo vidro? Se o menino resolve sair correndo ou mesmo alguém fazer algo com ele, até que você sai de dentro do restaurante já era. Sem contar que essa área externa era junto do espaço destinado aos fumantes... não dava. Desistimos de ficar lá, apesar de o restaurante em si parecer super bacana.

Amanhã tem a parte final dessa aventura, em que contarei sobre os hotéis escolhidos. 


Amanda, mãe do Gustavo