30 de agosto de 2014

Porque patriotismo vai muito além do futebol !

Troca da bandeira e exposição de equipamentos militares marcam início da Semana da Pátria em Brasília

    Brasília, 29/08/2014 – A chegada da Semana da Pátria (de 01 a 05 de setembro) será marcada por uma série de comemorações que terão início neste final de semana em Brasília. Na Praça dos Três Poderes, acontece a tradicional cerimônia de substituição da Bandeira Nacional. Já no Parque da Cidade, haverá a apresentação de bandas militares e a abertura de uma exposição que irá reunir produtos de defesa como aeronaves, lançador múltiplo de foguetes, canhões antiaéreos, motos e viaturas blindadas - além de simulador de voo e espaço com ambiente de selva.
    Na abertura da Exposição da Independência, no Parque da Cidade de Brasília (DF), uma das atrações será a apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais, no sábado (dia 30/10), às 11 horas. A banda é conhecida, especialmente, pelo sincronismo e simetria das evoluções, com destaque para os formatos das palavras ‘Brasil’ e ‘Pátria’, além do desenho de uma âncora, símbolo da Força Naval.
    O Exército Brasileiro apresentará equipamentos de defesa como viaturas blindadas de transporte de pessoal. O público infantil também pode se divertir com atividades de pintura e peça teatral.
    A Força Aérea marcará presença com atrações como simulador de voo, espaço com um ambiente de selva e exposição de motos, maquetes de aeronaves e exibição de vídeos.
    A Polícia Rodoviária Federal (PRF) mostrará a evolução da instituição em mais de 80 anos de história. Além de fotos, uniformes e viaturas antigas, a exposição contará com novas tecnologias empregadas no enfrentamento à criminalidade, a prevenção e o atendimento aos acidentes de trânsito.
    O estande da Polícia Militar vai apresentar diversos modelos de viaturas e equipamentos usados em operações de rua, além de motos históricas e armamentos. E o Corpo de Bombeiros vai expor materiais de salvamento e combate a incêndios urbanos e florestais, viaturas de emergência médica, lanchas e moto aquáticas.
    O Centro Piloto de Educação e Prevenção ao Uso de Drogas, da Academia de Polícia Civil do Distrito Federal participa da Exposição da Independência com sua unidade móvel do Museu de Drogas, que abriga substâncias tóxicas e entorpecentes.

    Bandeira Nacional
    A Marinha do Brasil vai promover a cerimônia de substituição da Bandeira Nacional da Praça dos Três Poderes, no próximo domingo (dia 31), às 10 horas.
    O evento, que acontece todos os meses em sistema de rodízio entre as Forças Armadas e o Governo do Distrito Federal, desta vez presta homenagem ao Dia da Independência do Brasil.
    Durante a celebração, a nova bandeira é hasteada ao som do Hino Nacional, acompanhado de salva de 21 tiros de canhão. Depois de chegar ao topo do mastro de 110 metros de altura, a antiga bandeira é arriada, ao som do Hino à Bandeira. 
    Pelotões da Marinha com um total de 150 militares participam do desfile em continência à autoridade presente de maior precedência, acompanhados da Banda dos Fuzileiros Navais de Brasília. 

    Serviço:
    - Exposição da Independência

    Data: 30 e 31 de agosto de 2014 
    Local: Estacionamento do Parque Ana Lídia, em frente ao Parque de Diversões Nicolândia, no Parque da Cidade, Brasília-DF 
    Hora: 9h às 17h

    Apresentações: 

    30 de agosto (sábado), às 11h – apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais
    30 de agosto (sábado), às 16h – apresentação da Banda de Música do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília
    31 de agosto (domingo), às 16h – apresentação da Banda Marcial do Corpo de Fuzileiros Navais

    - Cerimônia de Substituição da Bandeira Nacional

    Data: 31 de agosto de 2014 – domingo 
    Local: Praça dos Três Poderes 
    Hora: 10 horas

    Fotos: Jorge Cardoso
    Assessoria de Comunicação
    Ministério da Defesa
    61 3312-4071

    Fonte: Ministério da Defesa www.defesa.gov.br

    27 de agosto de 2014

    Palavra Cantada faz show "Aventuras Musicais" em Brasília

    A dupla Palavra Cantada apresenta o espetáculo infantil "Aventuras Musicais" no dia 30 de agosto no Centro de Convenções. Haverá sessão às 15h e às 17h (extra).

    Os ingressos partem de R$ 60 (meia) e podem ser adquiridos através do sitewww.ingressorapido.com.br ou pelos pontos de venda físicos (veja endereços abaixo).

    Com direção da dramaturga Marília Toledo, o show apresenta uma viagem ao universo musical e infantil da Palavra Cantada. Sandra Peres e Paulo Tatit se transformam em Sandreca e Pauleco, cantando, dançando e interagindo com as projeções e o público.

    A turnê apresenta músicas inéditas e grandes sucessos em um cenário especial com projeções em Lighting Mapping, técnica de projeção em vídeo em que o espectador tem a impressão de que a superfície projetada está em movimento.

    Serviço
    Quando: 30 de agosto (sábado), 1ª sessão às 15h, sessão extra às 17h
    Onde: Brasília – SALÃO MASTER do Centro de Convenções Ulisses Guimarães
    Quanto: De R$ 60 (meia) a R$ 140 (inteira)
    Pagam meia-entrada crianças de 2 a 11 anos, estudantes, professores e idosos mediante comprovante
    Vendas:
    - Ingresso Rápido: 4003-1212 -www.ingressorapido.com.br
    - Central de Ingressos - Brasília Shopping (Horário de funcionamento de 10h as 22h)
    - Belini Pães e Gastronomia – 113 Sul (Horário de funcionamento de 08h as 22h)
    - Fnac Park Shopping (horário de funcionamento de 12h às 20h)
    Classificação: Livre
    Mais informações: / 4003-1212

    Fonte: Guia Uol

    25 de agosto de 2014

    Fui e Aprovei: Jardim Botânico de Brasília (ressalva ao Café...esse não aprovei tanto assim)


    Eu não ia lá desde a minha infância, mas escutei algumas pessoas elogiando e resolvi, em uma manhã ensolarada de inverno, levar marido e filhotes ao Jardim Botânico de Brasília.

    Chegamos cedo, por volta de 09h (cedo, considerando que era Domingo e que moramos a uma certa distância do local), mas já havia fila na entrada do Jardim. A entrada de carros só é liberada a partir das 09h mesmo, mas se quiser parar do lado de fora e caminhar/correr, pode chegar bem mais cedo (não lembro de 6h ou 7h, alguém sabe???).

    O preço de entrada é camarada, R$ 2,00, e os pequenos e idosos não pagam.

    Um vez lá dentro, você irá “andar” um bom tempo até chegar à área de piqueniques. Equipada com banheiro e parquinho, é bem arborizada e agradável...

    Seguindo um pouco mais adiante, você chegará ao espaço onde um Café está instalado. Esse restaurante simples virou uma espécie de “sensação” entre os pais de Brasília e foi, justamente, para conhecê-lo que fui ao local.

    E eis a parte “chata” do post. Nosso blog não recebe “jabá” e fazemos questão de dar nossa opinião sincera sobre as experiências, mesmo quando falamos dos nossos parceiros (poucos, porque escolhemos com cuidado e respeito aos leitores). Então, sem medo de ser antipática, lá vai minha opinião sine cera sobre o estabelecimento.

    O tal café fica muito bem localizado, em frente a um bosque lindo de pinheiros, ao lado do relógio de sol; próximo a um lago e ao orquidário (maravilhoso! E fui sem floração, imagino como deve ser florido!). Do outro lado, fica o jardim japonês. Ou seja....o Café é bem central.

    Mas, como tudo o que vira moda em Brasília, o local carece de administração técnica. Ao longo da semana você pode ligar e fazer reserva para o “café da manhã” e eles seguram as mesas (poucas mesas, a maioria são panos espalhados embaixo dos pinheiros...bem piquenique. Uma delícia de ideia).


    O problema é que se você não reservar, vai chegar e ficar esperando por uma mesa (esperei 1h – coisa que não costumo fazer, mas como estávamos passeando nas atrações, valeu)...enquanto há mesas vagas que esperam eternamente por quem as reservou. Perguntei à gerente até que horas ela segurava as mesas e ela disse que 9h30, só que saí 11h e havia mesas ainda reservadas e umas 10 famílias na lista de espera, todos em volta de quem come, causando uma certa sensação de que você deve comer rápido, pois há gente esperando.

    A comida é um caso específico. Mais uma vez, a ideia me pareceu excelente. Há no cardápio coisas típicas de um bom café da manhã e uma opção sem glúten e sem lactose. Mas os garçons estão muito mal treinados e trazem tudo misturado. Exemplo: Pedi bolo de chocolate e uma garçonete trouxe bolo branco alegando que não havia mais o outro sabor...eu mandei voltar, pois não tinha interesse no bolo branco. Dois minutos depois, um garçom chegou com o bolo de chocolate...hello???

    Ao longo da manhã, escutei várias vezes que os itens A, B e C haviam acabado...suco de laranja acabou...é um “café” !!!!!!

    Gestão confusa, uma senhora, muito simpática e completamente perdida entre os clientes, gerenciando e uma conta que não refletiu a qualidade do atendimento...enfim...aposto que teremos mais um caso de “ótima ideia” que “deu errado” na Capital. Infelizmente.

    Independente de ir ao café, reservar ou não lugar, comer ou não lá, o passeio no JB vale uma manhã de domingo ou uma tarde com a criançada. Leve bicicletas, as crianças vão amar!



    Na próxima vez, iremos fazer um piquenique e aproveitar melhor os espaços disponíveis para brincar!
    Brasília, um lugar que dizem “não ter nada pra fazer” tem passeios imperdíveis e 0800 ou quase isso...o Jardim Botânico é, certamente, um deles!
    Abraços, Lucyanna (mãe do JP e do GB)

    p.s.1. no tal restaurante, há opções de pratos para almoço também. Além de chá da tarde. 

    p.s.2. fico devendo as fotos que batemos, pois elas sumiram dos celulares.:( As fotos do post foram retiradas da web, nos seguintes endereços:
    http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Picnic_area_-_Jardim_Bot%C3%A2nico_de_Bras%C3%ADlia_-_DSC09613.JPG
    http://www.mochileiros.com/trekking-no-jardim-botanico-de-brasilia-t74040.html
    http://terrademaosdadas.blogspot.com.br/2013/06/trilhas-ecologicas-do-jardim-botanico.html

    22 de agosto de 2014

    Feira do Livro no Shopping Conjunto Nacional

    Super dica de passeio e compras.
    Livros infantis muito legais com preços bem interessantes: cinco, dez, vinte reais...
    Feira do Livro da editora Ciranda Cultural, no Shopping Conjunto Nacional, em Brasília.

    A feira fica até 20/09/2014.
    Aproveite!


    Beijos, Maiara, mãe de Nicole.


    21 de agosto de 2014

    Utilidade pública: pesquisa de preços de vacinas em Brasília


    A época de catapora está chegando e, pra minimizar os efeitos de uma contaminação, conversamos com o pediatra da nossa caçula e decidimos aplicar nela a vacina contra Varicela. É importante destacar que a vacina já existe na rede pública de saúde desde 2013 também (para ver as vacinas do SUS clique aqui).

    Veja abaixo a pesquisa de preços que fizemos em clínicas de vacinas em Brasília para doses da Pneumocócica 13, Tríplice Viral e Varicela - vacinas que aplicaremos nela em breve. Cabe destacar que a vacina Tetra Viral (que substitui a combinação da Tríplice Viral com a Varicela) está em falta nas clínicas pesquisadas desde o final de 2013 e sem previsão para reposição de estoque.

    Abraços, Carol Braz

    15 de agosto de 2014

    Pergunte ao Dr. Petrus - Gravidez Tardia

    Boa noite, Dr. Petrus!
    Eu estou com 32 anos e não estou em nenhum relacionamento e sei que tenho até os 35 anos para engravidar sem problemas. Aos 16 anos tive um aborto induzido e queria saber se essa contagem de tempo limite para o primeiro filho vale para o meu caso ou eu posso ficar mais tranquila.
    Diana Elvira da Silva

    Olá, Diana!
    Atualmente, é muito comum encontrarmos mulheres tentando engravidar ou engravidando mais tardiamente, seja aos 35 ou, até mesmo, depois dos 40 anos de idade, provavelmente devido ao novo estilo de vida que impõe dupla ou tripla jornada de trabalho à mulher moderna, o que acarreta uma grande dedicação profissional e um retardo da fase reprodutiva.
    O ápice da fecundidade feminina é atingida aos 25 anos e apresenta redução gradativa com o passar dos anos, com decréscimo mais relevante a partir dos 35 anos.
    Já quanto a relação de alterações genéticas e idade materna, os riscos são maiores quanto maior for a idade visto que os óvulos presentes são os mesmos de quando essa mulher estava em sua vida intra-uterina. Uma mulher de 40 anos tem um risco de aproximadamente 1% de apresentar um feto com algum distúrbio cromossômico, o que é 10 vezes maior do que uma de 25 anos.
    Toda gestação é considerada de risco, seja baixo ou alto, segundo conceituação obstétrica. Não existe médio risco nem gestação sem risco! A idade materna a partir dos 35 anos, por si só configura uma gestação de alto risco devido às maiores chances da gestante ter abortos, malformações e complicações como diabetes gestacional ou pré-eclâmpsia, além de outras. 
    No seu caso, ter tido um aborto induzido aos 16 anos, a situação não se modifica.
    Entretanto, fique tranquila, pois, na prática, essas gestações cursam muito bem, sem maiores complicações, principalmente quando a paciente segue um bom acompanhamento nutricional e de atividade física, além de realizar uma consulta médica com aconselhamento e avaliação pré-concepcional.
    Atenciosamente e à disposição,
     
    Dr. Petrus Sanchez
    CRM-DF 13584
    TEGO 0212-2008
     
    PACIENTES E FAMILIARES: As orientaçöes médicas acima possuem caráter meramente informativo, não substituindo a consulta médica presencial necessária.

    14 de agosto de 2014

    Treinamento de Babás Boobambu

    Treinar as pessoas que cuidam de seu maior tesouro é um investimento para a família. Capacitar quem trabalha para nos ajudar tem retorno imediato.

    Não perca o Treinamento de Babás Boobambu. Um treinamento com a qualidade Boobambu.

    Fui e Aprovei Restaurante Si Señor

    Na noite de ontem, 13/08/2014, fomos ao encontro de Rita Tavares, amiga querida que conhecemos por meio da querida e saudosa Mitia Assef, designer que formatou o nosso blog assim tão fofo. O encontro com Rita em nosso caminho foi muito feliz. Ela vive com a família nos Estados Unidos, vem ao Brasil sempre que pode e é mãe-mulher-maravilha assim como nós e você! Rita tem uma alegria de viver contagiante (sabe aquele tipo de pessoa que não conseguimos imaginar chateada ou de mau humor?). Ela transmite tanto carinho e bem querer que o abraço dela dá vontade de abraçar muitas vezes.
    Nosso encontro de ontem à noite foi especialmente para vê-la, matar as saudades, colocar o papo em dia.

    Sobre o restaurante: fomos e aprovamos! Staff solícito e prestativo, comida deliciosa, ambiente aconchegante. Não fomos todas com as crianças por isso não vamos classificar como um lugar kidsfriendly, mas as gêmeas filhas de Mayara, as filhas de Poly, mais a bebezinha de Carol estiveram conosco e não passamos aperto. Deu tudo certo!
    O lugar é ótima opção para um jantar a dois ou para um encontro cazamigas.

    A seguir, imagens do delicioso jantar mexicano no Restaurante Si Señor, do Park Shopping.

    Um beijo, Maiara, mãe de Nicole.

    11 de agosto de 2014

    Um amigo muito especial


    Nicole nasceu num final de semana de novembro de 2009 e, por acaso (apesar de eu duvidar firmemente dos acasos!), a mulher do autor desta obra sobre a qual vou escrever, estava no hospital e foi uma das primeiras pessoas a conhecer Nini.

    O tempo passou e hoje trabalhamos juntas. Um dia cheguei de manhã e ela NOS deu este livro (percebem que o presente não agradou apenas a Nicole, né?!).
    Livro já é o melhor presente de todos. Com dedicatória da família do autor ganha valor inestimável.
    Assim apresento a vocês "Um amigo muito especial", escrito por Fernando Alencar.



    O livro conta a história de dois amigos que pertenciam a mundos diferentes, pois havia entre eles, a barreira social. O que tinha tudo o que queria descobriu um mundo novo com o amigo mais simples. O mais humilde teve a oportunidade de curtir os brinquedos legais do novo amigo. E assim foram muito felizes!
    Só que ambos sentiram a dor do vazio que a verdadeira amizade vive em tempos de separação involuntária.
    Escrevo sobre o tema e me emociono. Conversei sobre o livro com a mulher do autor e uma das coisas que ela disse e me tocou bastante é que, assim como os personagens da história, todos nós já estivemos na pele de um ou do outro. Ora já fomos o amigo mais simples, ora o mais rico. Fomos ou somos. E a amizade sequer se importa com este detalhe, simplesmente marca o coração para sempre.
    Ela disse que a obra está com edição esgotada. Mas vai que ou você encontra por aí ou o autor resolve publicar uma nova edição...



    Lido, aprovado e recomendado. Para as crianças, para os pais, para as famílias.
    "Um amigo muito especial", escrito por Fernando Jackson C. de Alencar, ilustrado por Daniel Zimbres.

    Maiara, mãe de Nicole.

    7 de agosto de 2014

    Sorria e acene!

    Este é meu conselho para você que, como eu, está cansada de sempre ter que parecer feliz.

    Não lute contra a corrente. Sorria e acene.

    Seu cansaço físico. Seu stress. Suas dificuldades pessoais. Nada, absolutamente, nada importa aos que estão ao seu redor. Simplesmente, sorria e acene.

    Não dorme há dias porque seu filho está doente?

    Sua empregada simplesmente sumiu ou então você mal consegue ter uma?

    No trabalho, a sensação é de enxugar gelo?

    As contas se acumulam?

    As coisas em casa estão sempre por fazer?

    Sorria e acene.

    Não ouse se abrir nem mesmo aos mais próximos.

    Sorria e acene.

    Porque a tristeza não é algo bem aceito...
    O stress e o cansaço também não.

    O diagnóstico é certeiro: você está deprimido e precisa de ansiolíticos. Ou então é um mau agradecido com a vida que tanto lhe ofereceu.



    Afinal de contas, não é normal ter vontade de chorar ou de se trancar no quarto quando se é um adulto-padrão-feliz.

    Ninguém se desgasta ao ponto de querer desaparecer ou simplesmente se esconder em um local silencioso.

    Sentir-se impotente não é razoável, pois se vive em um mundo povoado por pessoas criadas assistindo a Xuxa dizer que basta juntar os três dedinhos da mão para que o querer se torne poder e conseguir...

    Então, sorria e acene.
     
    Mas, se por acaso, não suportar e resolver explodir, saiba que não é a única pessoa nessa situação.

    Ao contrário, no fundo, tomam antidepressivos ou procuram outros meios de fuga justamente aqueles que se recusam a gritar, a chorar, a se esconder nas cobertas.

    Eles, os que se recusam a dizer que estão cansados, também não contarão o “segredo” da felicidade. Jamais reconhecerão que procuraram ajuda ou que estão se escondendo da óbvia constatação de que a vida não é fácil.

    Mas se você olhar atentamente no fundo dos olhos deles verá que o mesmo cansaço, as mesmas dificuldades, os mesmos sofrimentos estão lá.

    Só que se você puxar assunto ou tentar introduzir o tema, ouvirá que está tudo bem e que você é quem anda precisando de ajuda.

    Por isso, continuo a insistir que talvez seja melhor simplesmente sorrir e acenar.

    O mundo hoje não quer ouvir que você está cansado. Quer apenas que você cumpra o seu papel de embelezar o universo com seu largo sorriso e um belo aceno de mão...



    Abraços, Lucyanna (sorrindo e acenando)

    5 de agosto de 2014

    O bicho alfabeto


    Os pequenos não ficaram de fora das comemorações dos 70 anos de Leminski. A Companhia das Letrinhas lançou "O Bicho Alfabeto". Um livro mais que lindo, com poemas extraídos do livro Toda Poesia de Paulo Leminski. A edição é belissimamente ilustrada por Ziraldo e apresentada por Arnaldo Antunes.

    Meu esposo, jornalista, diz que não devemos escrever textos cheios de adjetivos. Concordo com ele, entendo seu cuidado, mas para falar desse livro eles eram necessários.
    Uma poesia simples, rica e alegre, com ilustrações idem. Um livro ótimo para apresentar às crianças o gênero literário que torna a alma leve e nos faz ler sorrindo.


    Cristianne, mãe dos pequenos leitores Ulisses e Heitor