29 de setembro de 2014

Qual o país que você quer para o seu filho?



Está chegando a hora de escolher o rumo que, nos próximos anos, a Administração Pública de nosso país irá tomar. Este post, longe de querer influenciar na escolha de nossos leitores, quer apenas pontuar alguns aspectos para reflexão.

Muitos reclamam do voto obrigatório, mas o fato é que hoje a sistemática é essa. Todos temos o direito-dever ou o dever-direito de voto. Podemos escolher se votaremos em algum candidato ou se deixaremos esta escolha para os demais cidadãos, mas todos compareceremos às urnas domingo que vem.

Como mãe de duas crianças na tenra idade, acredito que é minha a responsabilidade de preparar o país que virá, o país em que eles serão adultos um dia. Faço isso de várias maneiras e, de fato, o voto é uma delas. Ao escolher meus candidatos, fixo os olhos no meu presente, mas não me esqueço que as consequências para o futuro influenciarão diretamente na realidade de meus filhos.

Não me envolvo na campanha do candidato A ou B, mas procuro fazer escolhas após pensar com calma. Leio as propostas (daqueles que, de alguma maneira as apresentam...há os que não falam nada, apenas usam o horário eleitoral e as redes sociais como se fossem picadeiros), vejo o passado, olho as companhias...

Não é fácil. Nosso sistema é um tanto confuso e, por vezes, pessoas com boas ideias acabam sendo mera massa de manobra na mão de outras. Por outro lado, isso não me exime de tentar escolher bem.

E é com essa ideia na cabeça que resolvi partilhar com vocês uma sequência de tweets que escrevi semana passada. Acho que vale a pena pensar sobre eles:


Votando com consciência

1) Escolha um candidato que tenha propostas interessantes e condizentes com o cargo pleiteado.

2) Verifique quem são os candidatos que fazem parte da mesma coligação. Especialmente se for para deputado. Olhe bem quem são os mais "famosos" da coligação. 

3) Se um deles lhe der arrepios, mude de candidato. Ocorre que os votos em deputado vão para uma "conta conjunta". Essa conta define o número de deputados que cada coligação terá. Só então é verificado quem naquela coligação teve mais votos. 

4) Assim, se você vota A, mas B é da mesma coligação e teve mais votos, a preferência será de B para uma possível vaga.



5) Tudo ok com seu candidato e com os candidatos mais "famosos" da coligação? Hora de saber se seu candidato começou a caminhada pública fazendo o certo. Entre no e verifique a declaração de bens apresentada por ele à Justiça Eleitoral. (não recebi qualquer jabá da uol, mas achei fantástico o sistema que eles montaram. Procurei no site do TSE, mas não encontrei)

6) Tudo certo com as ideias, com a coligação e com os "famosos", e seu candidato não exagerou na mentira da declaração de bens? Realmente apresentou uma declaração condizento com a realidade que aparenta?

7) Se sua resposta ao n. 6 foi um SIM, você fez sua parte e vai votar da melhor maneira.Agora é com eles.Que façam bom uso da confiança recebida!


Abraços, Lucyanna (mãe de JP e GB, que merecem viver em um Brasil melhor)

25 de setembro de 2014

Fui e Aprovei: (um pouquinho de) Recife e Olinda com criança!



Em novembro de 2013 fizemos mais uma viagem para praia em família (iupiiii!). E escolhemos Pernambuco pra “lagartixar” um pouco.
Programamos nossa viagem para 6 dias de mar e puro descanso e outros 2 dias de muito passeio e “bateção” de pernas.
Os dias de mar foram desfrutados em Cabo de Santo Agostinho, no Vila Galé Eco Resort.

Gostamos do hotel (ficamos num quarto da "ala nova"), da praia limpa e de água morna (pegamos maré baixa de manhã e alta a tarde), da comida (adorei tudo! Fomos uma noite no restaurante Português que precisa fazer, e o restaurante buffet tinha pratos diferentes a cada dia - paella, feijoada, frutos do mar, etc...), do atendimento (solicitação de troca de quarto assim que chegamos foi prontamente atendida. Achei o primeiro muito próximo ao restaurante e tive receio de ser barulhento durante a noite; também utilizamos o serviço médico para compra de remédio e aplicação de injeção) e das atrações (cronograma de atividades para crianças e adultos durante todo o dia. Gabriel aproveitou até as brincadeiras noturnas).

Atendeu nossas expectativas e voltaríamos.

PS: A BMB Lucyanna já se hospedou lá com a família e nos contou aqui a sua experiência não tão agradável. Vale a leitura!


                                     Fazendo a casa para Maria Farinha dormir a noite, rs

                                   Bolo de argila feito durante atividade com os monitores

Mas o que mais gostamos mesmo foi dos passeios em Recife e Olinda. Lindo, agradável, alegre, colorido... (ai que saudade!)

Fizemos o tradicional passeio de catamarã. Durou quase uma hora e deu pra conhecer um pouco da história e curiosidades sobre o lugar, e claro apreciar toda a beleza do centro de Recife.
Fomos durante o dia e recomendo. Eles fazem uma brincadeira bem divertida que ao passar sob as pontes é preciso aplaudir para ter muita sorte. Será que Gabriel gostou, rs?

                                                           Aplausos para ponte!!!!




Conhecemos Olinda durante o dia. Não sei como é durante a noite, mas recomendo que vá cedo e visite tudo o que conseguir. Os casarões, conventos, igrejas, lojas...E aprecie a vista. Ah, que vista. Pra qualquer lugar que se olhe, paisagens lindas saltam aos olhos. Seja o mar, a Igreja da Sé, da Misericórdia, do Carmo, ou os artistas de rua trabalhando, tudo é encantador.








Outro passeio imperdível: Instituto Ricardo Brennand.
E se tiver um filho que é louco por cavalheiros, castelos e afins não pode mesmo deixar de ir. O lugar é lindo e momentos de diversão e cultural estão garantidos.
Da entrada principal do Instituto até a entrada dos castelos tem um trenzinho que transporta quem não estiver muito interessado em fazer uma bela caminhada. 
E se durante a visita o fome bater, aproveite a lanchonete que tem por lá. 





 






Preciso relatar uma pequena decepção: o parque Dona Lindu. (http://www.parquedonalindu.com/).  Na pesquisa que fiz sobre as atrações da cidade, li algumas dicas para visitar o lugar. Não sei se escolhi mal o dia ou se lá é sempre assim, mas a verdade é que foi um desastre pra gente. Fomos num domingo a noite. Saímos do hotel com intuito de comer, passear e brincar. Mas voltamos cansados, tristes e com fome. O lugar estava l-o-t-a-d-o! Quando o taxista nos deixou cheguei a achar que estava no lugar errado. Só que não, era lá mesmo. Tinha tanta gente que comprar algo nas barraquinhas de comida era missão impossível. Percorremos a praça na esperança de achar um cantinho (que podia até ser no chão) pra sentar, mas não aconteceu.
Voltarei numa próxima oportunidade para ver se tenho mais sorte.

Os dias que ficamos em Recife nos hospedamos no Beach Glass na praia de Boa Viagem.
Gostamos muito, embora não tenha grandes atrativos para criança. Mas como a estadia era curta e o foco era passear muito, parquinho e área verde não fizeram falta. Café da manhã excelente, a piscina de adulto quebrou um galho com o pequeno e o atendimento foi nota 10. Recomendo.

Claro que aproveitamos ainda um pouquinho do mar de Boa Viagem (confesso que mesmo no rasinho tive medo dos famosos tubarões, rs).

É isso. Quem ainda não foi, vá, e conheça os encantos dessa terra de sol forte e gente de sorriso largo.

Andréa, mãe do Gabriel (que ama viajar)

22 de setembro de 2014

Meu filho só terá um tablet aos 10 anos de idade


Se tivéssemos a dimensão das coisas que falamos sem conhecimento de causa nessa vida, nos tornaríamos seres mais reflexivos e menos falantes.

Um dia desses eu estava almoçando com uma amiga e entramos na pauta “tecnologia para crianças”. Falávamos sobre como as crianças de hoje em dia são mais “antenadas” do que nós, como eles parecem “nascer sabendo”, em como crescem cercados por muitos estímulos, etc. Lembramos com saudade dos tempos em que brincávamos de “professor e aluno” na garagem de casa, dos jogos de queimada, pique-pega e pique-esconde na rua, das vezes em que éramos chamadas à atenção por nossos pais por termos demorado mais do que o permitido contando uma “fofoquinha” de escola para as amigas mais “chegadas”. Bons tempos... A conversa evoluiu leve e agradável. Passamos a referenciar os dias de hoje, dos nossos filhos, com base nas nossas experiências enquanto crianças e chegamos ao ponto que motivou esse post: as crianças de hoje e os tablets, smartphones e afins.

“Na minha época” não existia isso. Brincávamos de boneca, inventávamos brincadeiras, gastávamos energia, andávamos de bicicleta, esforçávamos nosso cérebro “fingindo ensinar”, como se professoras fôssemos, reproduzindo conteúdos aprendidos na escola. Era muito divertido sentir o “poder” de ensinar a outras pessoas uma coisa que, supostamente, só você, “ser superior”, detinha o conhecimento (me refiro às tantas vezes em que “fui a professora e minhas amigas as alunas”). Mas também invertíamos os papéis. Por vezes eu me tornava aluna ou secretária de alguém, aquela pessoa que estava ali para servir a outro de outra forma, para aprender também. Era tudo muito didático, muito legal. Sinto saudades.

Hoje consigo perceber a importância de brincadeiras tão “bobas” e me pego pensando se a “ausência” dessas brincadeiras hoje em dia e a substituição do “brincar” pelo contato com aparelhos eletroeletrônicos não produzirá efeitos irreversíveis nos meus filhos.

Os tempos mudaram. A tecnologia faz parte da nossa vida. É inegável a contribuição positiva que ela agregou aos nossos conhecimentos, mas também considero espantoso o poder que a tecnologia tem de segregar pessoas. Quase não vejo mais crianças brincando na rua!

Tenho um filho de 5 anos de idade que até o domingo passado não tinha um “tablet pra chamar de seu”. Contato com tecnologia ele sempre teve (nasceu nessa geração), mas até então não nos sentíamos seguros, eu e o pai, com o acesso a tanta informação. Por muitas vezes quando esse assunto vinha à tona dizíamos que era cedo, que por volta dos 8 ou 10 anos, talvez, concedêssemos mais liberdade tecnológica a ele, etc. Mas os pedidos eram frequentes, porque ele vive cercado de crianças que já estão bem inseridas nesse mundo tecnológico (no caso do meu filho, até então o contato que ele tinha com tecnologia se restringia muito às aulas de Informática na escola, aos nossos aparelhos de celular em casa e ao contato com um ou outro amiguinho que o deixava jogar num smartphone, por exemplo).

Relutamos por bastante tempo antes de permitir a ele ter seu próprio tablet com joguinhos, daqueles aparelhos “próprios para criança”, que a indústria produz na certeza de que existe um mercado promissor (e há), até que no último aniversário, depois de muito refletir e conversar, cedemos. O presente fez muito sucesso, tanto quanto outros presentes “desprovidos de tecnologia” e o que fariam suar, correr ou pular. O tablet era a sensação, era a permissão de desfrutar de algo que ele desejou por bastante tempo, era como um passaporte para o mundo atual – tadinho do meu filho, pensando assim me sinto a carrasca excludente (kkkkkk).

E agora, José?!

Bom, prezo muito as brincadeiras de antigamente e as de hoje em dia, todas aquelas que fazem a criança correr, pular, brincar, sorrir, gargalhar, aprender e ensinar. Gosto de ver meu filho explorando coisas novas e aprendendo os limites. Dar o tablet a ele foi desafiador para nós, pais, mas também recompensador na medida em que percebemos que sua curiosidade ficou mais aguçada para outras coisas (ontem, por exemplo, fui surpreendida com a pergunta “mãe, como é que as guerras aconteciam antigamente se os soldados não eram nascidos?” e tive que rebolar pra explicar um pouquinho sobre gerações). 


Continuo atenta e me preocupando com a força que essa tal de tecnologia impõe às nossas vidas, continuo achando que o resgate de experiências positivas que nós tivemos e a inserção delas, quando possível, na vida dos nossos filhos é fundamental, mas, sobretudo, me mantenho aberta ao aprendizado, às coisas modernas e às novidades tecnológicas, com limitações.

Não sei o que você pensa a respeito, caro leitor (a), mas eu acredito piamente que o caminho é o equilíbrio.

* Sim, esse post foi como dar a mão à palmatória. Aos 5 ele ganhou o tablet.
Abraços, Carol Braz

19 de setembro de 2014

Papo Sério: Encontro sobre o combate à Exploração Sexual de crianças e adolescentes



Atenção galera de Floripa e redondezas, hoje é dia de papo sério!

O blog BMB fala sobre maternidade e todo o universo que cerca esse dom, infelizmente, neste universo também há a necessidade de constante vigilância e preocupação com nossos pequenos.

Por isso, volta e meia, paramos nossos posts sobre programação e devaneios maternos para falar de coisa séria.

Um exemplo foi quando trouxemos a Paula Bertolino para falar sobre Pedofilia. (Perdeu este post? Então leia ele clicando AQUI ). O texto foi muito elogiado, pois a Paula é uma pessoa que conhece muito bem o assunto e não poupou esforços em alertar a todos os leitores.


Hoje nosso recado é para a galera de Floripa e redondezas. Um encontro sobre o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes está acontecendo e é aberto ao público!

Informação é, sem dúvida, nossa maior arma contra o mal.

Segue o texto completo sobre o evento.


Abraços, BMB







Exploração sexual de crianças é debatida em Florianópolis

O encontro será aberto ao público e deve reunir professores, profissionais de saúde e organizações ligadas ao tema
17/09/2014
Florianópolis sedia nesta sexta-feira (19) um debate sobre a prevenção e o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes, uma iniciativa do Ministério do Turismo, em parceria com o Ministério da Saúde e o Conselho Nacional do SESI. O objetivo é mobilizar a sociedade para as estratégias de combate, como o Disque 100, além de compartilhar medidas que ajudem a evitar o crime no país. Estarão presentes no encontro o coordenador geral de Proteção à Infância do Ministério do Turismo, Adelino Neto; a coordenadora do Pronatec, Paloma Salomão, representantes do Ministério da Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde e do Conselho Nacional do Sesi.
O Disque Denúncia registrou 572 ligações contra a violência a crianças e adolescentes em Santa Catarina de janeiro a agosto deste ano, sendo 271 casos de exploração sexual infantil. Nos últimos três anos foram feitas 879 chamados pelo mesmo canal. Florianópolis está entre os cinco municípios do estado com maior número de denúncias (36), de acordo com a Secretaria de Direitos Humanos. As demais localidades são Joinville (96), Canoinhas (84), Mafra (68), Três Barras (49) e Itajaí com (38).
Serviço:
Data: 19/09/2014 (sexta-feira)
Horário: das 14h às 18h
14h - apresentação do Pronatec Turismo Social - MTur
14h50 - Apresentação do Projeto ViraVida -  SESI-CN
15h20 - Palestra sobre Prevenção da Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e apresentação do Manual do Multiplicador – Campanha Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes não é Turismo. É crime – Mtur
15h50 - Palestra sobre Estratégias de Enfretamento à Violência no contexto do turismo - MS
16h30 - Debate sobre os temas apresentados
Local: Recanto Marista Champagnat, Estrada Sertão do Assopro, S/N Itacurubi – Florianópolis – SC
Clique na imagem e acesse o mapa das denúncias por estado:
shot


Fonte: Assessoria de Comunicação Social - Ascom/MTur
Telefone: (61) 2023-7029/7064
e-mail: imprensa@turismo.gov.br

18 de setembro de 2014

Convite: Desafio das Esteiras




Olá, pessoal!

De 25 a 28 de setembro acontecerá o Brasília Capital Fitness, um evento tem um foco bem amplo. Além da comercialização de marcas; há cursos; premiações para profissionais que se destacaram; aulões e muito mais.

E o que nosso blog tem com isso? É que a gente aprova qualquer iniciativa que leve à promoção da saúde!

Com este foco: saúde do corpo e da alma, viemos aqui convidar todas as mulheres que nos leem para participar de uma das atividades que acontecerá no Brasília Capital Fitness.

Trata-se do CIRCUITO CAPITAL RUN INDOOR . É um desafio de esteira.



Estaremos lá em parceria com a NEXT RUN, que este ano privilegiou as mulheres de Brasília e levará uma equipe 100% feminina.

Quer participar com a gente e curtir um momento saúde e entre amigas? Então entre em contato e vamos juntas!

Vamos às informações:

1) Dia 27/9 - Sábado;

2) Centro de Convenções Ulisses Guimarães - procurar a Arena do desafio das esteiras;

3) A equipe NEXT entra às 11h em ponto (e sempre é muito pontual mesmo!), então todas as corredoras deverão chegar no máximo até às 10h30;

4) São 20 esteiras ligadas simultaneamente e os competidores precisam ficar pelo menos 5 minutos antes de revezar. Quem participar não precisa se preocupar se corre rápido ou devagar, o coach Thiago Cardoso montará a estratégia da prova. O importante é estar a fim de se divertir!

5) A inscrição no evento custa R$ 500,00 (calma! pra equipe inteira, o custo individual será de R$ 20,00). Os organizadores disponibilizaram 20 kits de corrida, que serão sorteados pela NEXTRUN entre as participantes;

6) TODO O LUCRO DO EVENTO, INCLUSIVE DO PRÊMIO SE A EQUIPE NEXTRUN GANHAR, SERÁ INTEIRAMENTE DOADO PARA UM INSTITUIÇÃO DE APOIO À LUTA CONTRA O CÂNCER DE MAMA;

7) Todo mundo que se inscrever com a NEXTRUN irá participar, não haverá cortes por ter um tempo bom ou ruim! A ideia é agregar!


PRATICAR ATIVIDADE FÍSICA + DIVERTIR-SE COM AS AMIGAS + FAZER O BEM

Converse com o coach Thiago Cardoso, mande um email para thiago@nextrun.com.br , e venha fazer parte desta linda iniciativa!

Abraços, BMB

17 de setembro de 2014

3ª Feira de Troca de Brinquedos de Brasília



As BigMotherns aprovam toda ideia que nos ajude a ensinar aos nossos filhos a importância de:


  • Partilhar;
  • Reciclar;
  • Dividir;
  • Viver em comunidade;
  • Cuidar do planeta;
  • Brincar!


E é por isso que abrimos o espaço para convidar todos os nossos leitores a escolher com os filhotes alguns brinquedos e passar um lindo dia no Jardim Botânico no próximo Domingo.

Além de genial, por todas as razões que citei ali em cima, a feira é uma ótima oportunidade para conhecer um local lindo; levar as crianças para perto da natureza em um momento de tanto calor e estar com os amigos e familiares.

Apareçam!

Abraços, BMB Lucyanna
 (mãe do JP e do GB - que detestam trocar, mas depois piram com os brinquedos novos)

15 de setembro de 2014

Convite à caridade - Prestando contas de 2013 e convidando para 2014



Queridos amigos, ano passado utilizei o espaço do blog para divulgar um trabalho lindo de um grupo de pessoas.

Tratava-se do Convite à Caridade 2013 . Naquela ocasião, pedi a ajuda de todos na arrecadação da quantia de R$ 20.000,00 para a reforma de uma creche no Itapoã/DF, a Creche Pedacinho do Céu.

Carente de tudo (tudo mesmo), o lugar abriga 40(quarenta) crianças para que os pais delas possam trabalhar e trazer o pão diário para os respectivos lares.



Um trabalho lindo, capitaneado por uma guerreira.

Hoje, venho contar a vocês que a reforma foi concluída com sucesso! E tenho certeza que muitos dos que estão lendo fizeram parte da realização desse sonho!


Em nome do grupo, venho agradecer a todos os que acreditaram que se tratava de uma campanha séria, sem vínculos partidários ou religiosos. Conseguimos melhorar as condições de vida desses pequenos!

Nas palavras de nosso coordenador da campanha, meu amigo Virgílio Reis Sarmento:


 "O que imaginávamos se tratar de apenas uma “melhoria” do imóvel então existente, tornou-se praticamente uma nova construção, na qual trocamos,além da parte de alvenaria, toda a estrutura de telhado, parte hidráulica, elétrica, louças, construção de novos banheiros, refazimento da cozinha, abertura de dutos de ventilação e iluminação etc."

Obrigada, de coração!

Masssss a messe é grande e poucos são os trabalhadores... Por isso, aproveito o post para dizer que lançamos o Convite à Caridade 2014, cujo propósito é completar a campanha do ano passado.

Estamos mobiliando a Creche Pedacinho do Céu (lembram que eu disse que ela é carente de tudo?).

Para facilitar as doações, criamos  "listas de casamento" nas Casas Bahia e na loja Copa Limpa, em nome da "noiva" Cleonice, a coordenadora da creche.

Então, meus queridos, venho aqui pedir que cada um possa ajudar entrando no site e comprando algo. Os valores são variáveis e, em verdade, simbólicos, pois podemos remanejar o que for adquirido para equipar adequadamente o local. O que importa é ajudar! Mesmo que o item já conste como "adquirido", se ele corresponde ao valor que você pode e quer doar, adquira outra cota, sem problema algum.

Desde já, meu duplo agradecimento.


E que semeando o amor, possamos colher tempos melhores para os nossos filhos e netos. Um mundo mais justo e menos desigual.

Abraços no coração de cada um, Lucyanna
 (mãe do JP e do GB e participante do Convite à Caridade)


Link das Casas Bahia:
Link da Copalimpa:

10 de setembro de 2014

Dica: Sábado Aéreo 2014



Atenção para a super dica de programa para a criançada!

No próximo sábado, dia 14/9, a Base Aérea abrirá suas porta para receber a população de Brasília.

Quem já foi, sabe que é imperdível. Quem não foi, precisa conhecer.

Há visitação aos aviões, shows aéreos, brincadeiras para as crianças (infláveis),...

Quer saber qual a programação em detalhes para não perder nada? Então é só clicar aqui!

Abraços, BMB 

9 de setembro de 2014

Inscrições para a Pão de Açúcar Kids 2014


Gustavo Torres, em sua participação nos anos anteriores e já inscrito para 2014

Conforme noticiamos nesse post aqui, a corrida infantil PA Kids já tem data para acontecer (18 de outubro) e está com as inscrições abertas.

A novidade que trazemos hoje é que nossos leitores podem fazer a inscrição dos seus filhos (sobrinhos, amigos, afilhados, entedados, etc) pelo site da nossa parceira Next Clube Coat, sem custo adicional, e no dia ainda usufruir da estrutura montada exclusivamente para os seus alunos.

Para isso basta acessar o www.nextrun.com.br => inscrições => em um evento => preencher os dados solicitados

IMPORTANTE: No momento da inscrição, para que você garanta ter acesso à estrutura Next, é preciso inserir o código BMB na frente do nome da criança.

Qualquer dúvida pode ser tirada pelo email: thiago@nextrun.com.br

Incentive seu filho a praticar esportes!!!!

Nos vemos por lá!

Aos 2 anos a alegria e o espírito esportivo já faziam parte da vida dos atletinhas Nicole e Gustavo


8 de setembro de 2014

Porque mãe é bicho movido pelo amor e pela fé


Engraçado como as coisas acontecem. Quando era mais jovem, me sentia “sufocada” pelo cuidado “excessivo” que muitas vezes minha mãe tinha comigo. Achava exagero ela me perguntar sempre pra onde eu ia, com quem ia, quem encontraria no destino, etc. A hora de voltar pra casa era a única “variável que não variava”: ela determinava o horário que eu deveria estar em casa. Sempre foi assim (e boa parte dessas variáveis aí não mudou até hoje, mesmo eu já sendo maior de idade, casada, “vacinada” e “dona do meu nariz”, diga-se de passagem). Não pense que eu acho ruim. Ao contrário, eu agradeço muito e hoje, mãe de dois, entendo o que ela queria com todas essas coisas.

Às vezes me pego olhando pro Rafael e pra Beatriz e me vejo no papel da minha mãe, nos tempos em que ela cuidava “excessivamente” de mim. É engraçado perceber como o instinto materno nos torna verdadeiras feras. Ao menor sinal de perigo, estamos lá, em completo estado de alerta, não importando o local ou as pessoas por perto. Ficamos absortas, atentas às nossas “crias” – muitas vezes nem curtimos o momento, como na foto que ilustra esse post (estávamos passeando em Niterói, no Rio de Janeiro, e eu mal conseguia admirar a vista tamanho era meu medo de que o Rafael saísse correndo para se divertir e algo de ruim acontecesse). É instintivo, minha gente!

Tenho acompanhado virtualmente histórias de luta pela vida e tenho me compadecido por mães (e pais, e famílias inteiras, claro) que lutam com todas as forças para que seus filhos vivam e vivam de forma saudável. Três histórias em particular têm me feito refletir muito sobre essa viagem que é a maternidade: a do menino Pedrinho, que precisa de um transplante de intestino, e das meninas Alyce e Sofia – a Alyce realizou o transplante de fígado e está se recuperando, ainda necessitando de muitos cuidados; a Sofia nasceu com uma síndrome rara e necessita de um transplante chamado “multivisceral”, onde uns seis órgãos do seu corpinho de bebê precisarão ser transplantados para que ela viva com qualidade e fora de um hospital.

São três histórias chocantes, que arrancam lágrimas e apertam o peito, mas, sobretudo, que mostram a garra dessas famílias pela sobrevivência com qualidade dessas crianças. Essas mães com certeza “passaram na fila da persistência” inúmeras vezes e têm uma fé desmedida de que tudo vai dar certo. São mulheres únicas, abençoadas, que guerreiam por seus filhos com a força que vem de Deus, assim como eu e você, nas menores e nas maiores coisas que podem acontecer com nossas “crias”.

A lição que tiro disso tudo se resume em duas palavras: amor e fé. Amamos de tal maneira que daríamos nossa vida por um filho e, não sendo possível darmos nossa vida, cremos que, pela fé, Deus age e continuará sempre agindo na vida deles os protegendo de todo mal. É assim que aprendemos desde pequenos, no “livrai-nos de todo mal, amém”.

Se você quiser saber mais sobre as histórias do Pedrinho, da Alyce e da Sofia, acompanhe nos links abaixo:

Pedrinho: https://www.facebook.com/ajudeopedrinhoacontinuarsorrindo?fref=ts
Alyce: https://www.facebook.com/AlyceCoelhoJuntos?fref=ts
Sofia: https://www.facebook.com/AjudeaSofia?fref=ts


Abraços emocionados, da mãe do Rafa e da Bia

4 de setembro de 2014

Fui e Aprovei: Barbie a Bordo e Conexão Hot Wheels no Iguatemi Brasilia

Fomos convidadas pelo Iguatemi Brasília para conhecer hoje o "Barbie a bordo" & "Conexão Hot Wheels", onde a criançada se divertiu bastante com um mundo real gigante de personagens que elas tanto curtem.

O Circuito Barbie traz o universo cor-de-rosa a bordo de seu navio. O Conexão Hot Wheels mostra uma cidade onde os mini-pilotos superam obstáculos e desafios.

O evento ficará na praça central do shopping,  andar térreo,  até o dia 21 de setembro.
As visitas acontecem em turmas no horário compreendido entre 14h e 20h, durante a semana e aos sábados das 11h às 20h.

Aqui está mais uma opção de passeio para a criançada, os pequenos amaram. As Big Motherns Brasilia recomendam a atração.

A entrada é gratuita e o tempo de permanência na atração é em média 20 minutos.

Divirtam-se!

Beijos, Maiara, mãe de Nicole.

2 de setembro de 2014

"Família: um por todos e todos por um"

Eventos que têm a qualidade Boobambu nós indicamos de olhos fechados.

Este aqui é direcionado à família, nosso maior tesouro.

"Família: um por todos e todos por um" acontecerá dia 11/09/2014, às 19h.
Os temas abordados serão "Porque cooperação é melhor do que competição",  "Que tipo de pais os pais querem ser?", "Os desafios da criação" e "Amor, o ingredientes básico para estalecer regras e limites".

Com a presença de psicólogos, o encontro se realizará na Boobambu e as inscrições podem ser feitas por meio de acesso ao site: www.sympla.com.br/boobambu

Participe!

1 de setembro de 2014

I Encontro Online de Culinária

Participe do I Encontro Online de Culinária, praticidade e sabor no seu dia a dia, promovido pelo Instituto Gourmet.
Evelyne Ofugi é uma das chefs que irá ministrar no evento. Leia abaixo o seu depoimento:
"Quando Enzo nasceu, tive diversas preocupações, dentre elas, sua alimentação.
O mundo de hoje oferece muitas possibilidades de comida industrializada para todas as idades e junto com essa oferta aparecem também incontáveis problemas de saúde e eu queria minimizar essa possibilidade para meu filho.
O melhor que poderia fazer, era eu mesma cozinhar alimentos saudáveis e quando possível orgânicos, acompanhar seu crescimento e sempre proporcionar o melhor para ele. Lendo, estudando, pesquisando e conversando com outras mães, percebi que a dificuldade delas era exatamente a minha facilidade. A alimentação saudável em casa. E assim a Bentô Kids foi criada!
Registrada em março de 2012, a empresa fornece cursos particulares para adultos e criança que queiram aprender a fazer em casa uma comida saudável, saborosa e divertida."
Evelyne Ofugi, mãe de Enzo, proprietária da Bento Kids.
Fonte e link para inscrição GRATUITA aqui: Instituto Gourmet.