26 de agosto de 2015

DESPEDIDA

Foi em uma Festa Junina, em junho de 2010, que, após intensa convivência virtual, nos vimos pela primeira vez. E não poderia ser outro o cenário da nossa despedida do blog.


Sim, com lagriminha nos olhos e coração mega apertado, estamos aqui para nos despedir. Foi bom, intenso e maravilhoso enquanto durou, mas acreditamos nos ciclos da vida e que cumprimos o nosso papel à frente da edição do blog.

Nossos filhotes, antes bebês, agora já maiores, demandam cada vez mais a nossa presença e atenção. Tudo isso, aliado aos compromissos profissionais e familiares, além do nosso lazer (pois também somos filhas de Deus e merecemos!), estava nos deixando sem a devida parcela de tempo para cuidar desse nosso outro filho, como gostamos e ele merece.

Sabe aquela maternidade leve e sem culpa que sempre pregamos e valorizamos!? Então, é em nome dela, do que acreditamos, que reconhecemos que estava difícil conciliar todas as tarefas que nos ocupam o dia com a manutenção do blog.

Nos orgulhamos muito da história que construímos até aqui, agradecemos imensamente os parceiros que confiaram suas marcas à nossa imagem e, de forma mais que especial, a cada um de nossos amigos leitores.
Se essa despedida é um adeus ou apenas um até logo, realmente não sabemos. Nesse momento, somente temos certeza do imenso agradecimento que temos por cada um de vocês que compartilhou conosco a leitura de tantos posts, tantas histórias, tantos desabafos e tantas dicas.

Cada linha aqui escrita teve como pano de fundo um encontro nosso, uma história que vivemos, um lugar que visitamos, uma experiência, fosse boa ou nem tanto. Fizemos desse blog um divã compartilhado, de maternidade real, de histórias e experiências de mães de verdade, onde a vivência e a prática se sobrepuseram a qualquer teoria.

Esperamos ter cumprido o nosso propósito.

A despedida dói, mas é necessária, e temos certeza que nos entendem.

Um beijo grande e um abraço apertado de cada uma das Big Motherns!

p.s. No estilo Adoniran Barbosa de ser, nós vamos, mas "vortaremo" sempre que uma novidade ou uma notícia merecerem ser partilhadas. Para isso, usaremos nossa página no Facebook e nosso perfil no Twitter. Não deixem de nos acompanhar. :)

6 de julho de 2015

PARTIU, FÉRIAS!



O BMB ENTROU HOJE NO RITMO DE FÉRIAS DE JULHO!


VAMOS APROVEITAR PARA FICAR PERTO DOS NOSSOS TESOUROS E DIMINUIR O RITMO (QUE ANDA FRENÉTICO)

A ORDEM É DESCANSAR

SURGINDO ALGUMA NOVIDADE QUE NÃO POSSA ESPERAR, CONTAMOS NAS NOSSAS REDES SOCIAIS!

FELIZ FÉRIAS PARA TODOS VOCÊS!


3 de julho de 2015

DICA: Bolo de fubá - sem glúten e sem lactose



Julho chegou!

Frio!

Férias!

Fubá, pra continuar a assonância, a anáfora...bem nenhuma das duas figuras de linguagem se encaixa perfeitamente, mas isso não importa!

Faça um aconchegante bolo de fubá (convide seus mini chefs) e delicie-se com a criançada neste inverno!


Vou dizer os ingredientes e a preparação ao mesmo tempo, de tão moleza que é:

pique 250 gramas de goiabada cascão em cubinhos e reserve

misture 2 xícaras de fubá mimoso peneirado; 6 colheres de amido de milho; 6 colheres de coco ralado (gosto dos flocos) e aguarde.

no liquidificador coloque 4 ovos, 1 xíc de óleo (eu sugiro ³/4 de xíc de óleo de coco para algo mais saudável) e 1 xícara de açúcar...bata loucamente.

agora misture o líquido, aos poucos, nos sólidos.

unte a fôrma (eu uso aquela com furo no meio) e use fubá para enfarinhar.

despeje metade da massa, os pedacinhos de goiabada e, finalmente, o restante da massa.

forno em 180ºC e 45 minutos e pronto!

essa foto peguei na net, mas o meu ficou bemmm parecido e uma delícia!


Dica 1: fica uma massa líquida mesmo
Dica 2: envolver os pedaços de goiabada com fubá ajuda a manter a forma deles
Dica 3: derreta uma boa quantidade de goiabada com um pouco de água no micro-ondas e jogue a calda quente por cima do bolo - esse é o grande pulo do gato, pois o bolo não fica doce.

Delícia né? Tenho essa receita a algum tempo (peguei no receitasetemperos e dei uma alterada na quantidade, pois minha fôrma é grande), mas hoje testei e mais do que aprovei!

Gostaram?

Gostinho de férías frias, não?

Abraços, Lucyanna (mãe do JP e do GB)

29 de junho de 2015

Ajudando uma mãe a reconstruir sua casa!




Quem nos acompanha, sabe que temos as portas do blog sempre abertas para a ajuda ao próximo.

Hoje, nesta manhã fria de junho, o BMB vem fazer um apelo para, juntos, ajudarmos a Dona Júlia, que perdeu tudo o que tinha em um incêndio.

Leia abaixo o pedido de ajuda feito pelo pessoal do Abrigo Bezerra de Menezes, instituição séria, cadastrada pela Vara da Infância e da Juventude de Brasília. Dona Júlia é mãe de uma das crianças acolhidas pelo Abrigo e é por isso que a instituição se envolveu na campanha de ajuda! Vejam:


"Amigos, quero convida-los para, juntos, ajudarmos uma pessoa que perdeu tudo na semana passada. Dona Júlia Augusta é mãe do Jonathan, criança acolhida pelo Abrigo Bezerra de Menezes. O barraco da dona Júlia ficou inteiramente destruído após um incêndio, conforme fotos a seguir. Dona Júlia sofreu queimaduras nos braços e pernas, mas, felizmente, conseguiu salvar a vida dos dois filhos. Nossa missão: construir uma casinha de alvenaria para essa família. Valor estimado: R$ 20.000,00. Hoje, graças ao generoso coração de um empresário que não quis se identificar, conseguimos metade do valor necessário (R$ 10.000,00!!!!). Resta, portanto, arrecadar os R$ 10.000,00 faltantes. As doações poderão ser depositadas na conta do abrigo. Pedimos que os doadores acrescentem 1 centavo ao valor doado para que possamos saber a destinação dos recursos (ex: doação de 100 reais - depósito de R$ 100,01). Os dados bancários são:
Abrigo Bezerra de Menezes
CNPJ: 13.898.819/0001-60
Banco do Brasil
Ag: 3598-x
Conta corrente: 38.867-x
(Caso necessário, substituir o X por 0)
Muito obrigado!!"

 

 

 

 

 

Abrigo Bezerra de Menezes

CNPJ 13.898.819/0001-60
Nome fantasia (Não tem)
Razão social Abrigo Bezerra de Menezes
Data de abertura 21/6/2011
Endereço Q Qnn 05 Conjunto M, S/N, Lote 16
Ceilandia, Brasilia
DF, CEP 72225-063
Brasil

25 de junho de 2015

Dica: Colônia de Férias Boobambu



Julho chegando e com ele as férias escolares, nem sempre coincidentes com as nossas, não é mesmo?

A nossa dica de hoje é a Colônia de Férias Boobambu, que irá acontecer de 06 a 17 de julho.

Sempre no período vespertino, a colônia, que já está em sua 12ª Edição, tem como público alvo os pequenos de 02 a 09 anos.

Além do CIMAN, na Octogonal, as atividades também terão outra sede: a Escola ATUAL, em Águas Claras.

Teatro, psicomotricidade, música, gincanas, oficinas especiais...tem um pouco de tudo na programação, que você pode consultar clicando aqui.

Parceira desde o começo do blog, a Boobambu tem um projeto diferenciado e conta com a nossa amizade porque acreditamos que crianças merecem atenção, respeito e serem tratadas como crianças!

Abraços, BMB 

22 de junho de 2015

Pergunte ao Dr. Petrus - parto normal após 3 cesáreas e uso de medicação na gestação


Bom dia, Dr. Petrus!

Por favor, gostaria muito de uma orientação sobre o meu caso, para poder me programar e planejar o meu parto, inclusive financeiramente. Tentarei ao máximo resumir, mas explicar bem.

Sei que toda mulher que tenta o parto normal corre o risco de uma intercorrência e ter que partir para uma cesárea. Mas, gostaria apenas de saber se posso ainda planejar um parto normal ou se no meu caso já não há mais possibilidade de parto natural. E gostaria de ouvir essa resposta de um médico confiável e que seja a favor do parto normal, como você.

Tenho 3 filhos. Três cesáreas. E, ainda, esperança de um parto normal... A primeira cesárea foi há 10 anos por que fiz uma ecografia e constatou feto macrossômico, no mesmo dia, com 39 semanas, meu obstetra fez minha cesárea. Engravidei 4 anos depois e tentei parto normal, entrei em trabalho de parto com 41 semanas, internei no Hospital Brasília e dilatei até 7cm, porém, realizei uma ecografia no hospital e constatou que o feto estava em sofrimento, me levaram imediatamente para o CO e fizeram minha segunda cesárea. Mas, agora é que vem minha maior dúvida. Tive uma embolia pulmonar há 3 anos, por conta de uso de anticoncepcional. Fiquei internada na UTI e fiz tratamento com medicação* específica contra trombose por 6 meses. Após isso, realizei todos os exames e todos deram negativo, então, a constatação foi que essa trombose se deu exclusivamente pelo uso de anticoncepcional. Engravidei no ano passado e usei uma medicação específica durante a gestação inteira por cuidados paliativos. Meu terceiro filho nasceu em março desse ano, sendo minha terceira cesárea. Graças a Deus, correu tudo bem na gestação e parto. E sou animada, quero mais filhos! Porém, já tinha desistido de parto normal, tendo em vista o uso dessa medicação por toda a gestação e das três cesáreas prévias. E eis que a esperança reacende através de pesquisas e algumas conversas com doulas e testemunhos de pacientes, inclusive, pacientes que tiveram seu acompanhamento no uso de medicações e parto normal.

Pretendo aproveitar o momento bem saudável da minha vida e engravidar novamente em breve, mas, peço encarecidamente que me responda se posso ter esperanças em ganhar meu próximo filho por parto normal, após ter feito 3 cesáreas e usar medicação na gestação, ou nesse caso, nem pensar em tentar e devo partir para outra cesárea mesmo, que será mais seguro.

Aguardo ansiosamente o seu retorno e desde já agradeço a atenção!

Eloyane


Segue a resposta:

Olá, Eloyane!

Não tenho experiências em caso de 3 cesarianas anteriores.

As evidências americanas apontam que pode ser feito um parto normal após 3 cesarianas, mas, particularmente, já acho o risco de rotura uterina significativo nesses casos e não pratico essa ideia.
Numa análise isolada, descartando a iteratividade (cesarianas anteriores), o uso da medicação a que você se referiu*, seja ele profilático ou terapêutico, não implicaria na indicação de cesariana. Temos diversos casos acompanhados com sucesso.

O que achei estranho foi o fato de, no seu relato, o anticoncepcional ter sido a causa exclusiva para a trombose anterior. Sendo assim, sem exames apontando trombofilias, não haveria necessidade do uso dessa medicação*.

Outrossim, não concordei com essa dose de 80 mg ao dia, visto que a dosagem profilática tende a ser menor (40 a 60 mg ao dia) e a dose terapêutica tende a ser dobrada, em duas aplicações ao dia. Essa dose estaria correta apenas se você tiver um peso ponderal de 80 kg para cima.

Diante dessa situação, muito em função de cesarianas anteriores, aconselho que tenha intervalo mínimo entre partos  de 2 anos (da última gestação para a próxima) e que possa ter o seu parto na modalidade cesariana indicado quando da iminência do trabalho de parto ou no trabalho de parto na fase inicial, pensando na suspensão da medicação* profilática quando as contrações se aproximarem de 10 em 10 minutos.

Atenciosamente e à disposição,
     
Dr. Petrus Sanchez
CRM-DF 13584
TEGO 0212-2008

* optamos por suprimir os nomes das medicações informadas por precaução e com o objetivo de não facilitar a prática de automedicação.


PACIENTES E FAMILIARES: as orientações médicas acima possuem caráter meramente informativo, não substituindo a consulta médica presencial necessária.

18 de junho de 2015

O sonho de uma criança não tem preço



Dez entre dez meninos brasileiros tem um sonho em comum: tornar-se um grande jogador de futebol. A modalidade é uma verdadeira paixão do nosso povo e pode até mesmo ser considerado um dos traços característicos da nossa identidade cultural. Desde pequenininhos somos ensinados a adotar um time do coração e vibrar com os dribles e gols dos atletas que defendem as suas cores, daí a sonhar em fazer parte de todo aquele espetáculo é quase uma conseqüência inevitável.

Um jogador profissional é como se fosse um super-heroi da vida real. É forte, rápido, ágil, capaz de feitos extraordinários e impossíveis às pessoas comuns. Além de tudo isso, usa um uniforme colorido com um imponente símbolo na frente e um número nas costas. Um menino veste a camisa do seu jogador favorito como se vestisse uma fantasia do Super-Homem, pois quase não distingue um do outro, a menos por uma diferença fundamental, vir a ser um jogador é um sonho possível.

Tenho um filho de seis anos que já se deslumbra com o mundo da bola (ainda mais depois da Copa do Mundo no Brasil). Assim como um dia eu sonhei em me tornar o Zico, ele já tem planos traçados para o seu futuro: quer ser como o Lionel Messi. Sim ele mesmo, o craque argentino que faz de um tudo com a bola no pé. O meu pequeno João quer um dia ser jogador do Barcelona e seguir os passos do seu grande ídolo. Não é um projeto nada modesto, mas sonho de criança tem que ser assim mesmo, do tamanho que a imaginação permitir. Essa é a beleza e a magia da infância.



Quanto perguntado o que quer ser quando crescer, o João não faz segredo do seu desejo e responde orgulhosamente para todo mundo que um dia vestirá a camisa dez do clube catalão. Acho isso encantador, de verdade! O problema é o comentário que ouço frequentemente os adultos fazerem a respeito do projeto do menino. Algo do tipo: “Nossa, que legal! Um jogador do Barcelona ganha muito dinheiro.” Essa história chegou mesmo a me incomodar quando o próprio João, certamente influenciado pelos adultos, uma vez me falou: “Papai, quero ser jogador para ser muito rico”.

Não vivo no mundo da fantasia, sei que estamos em uma sociedade capitalista e que o materialismo está presente no nosso dia a dia, mas não acho que a questão da riqueza deve ser incorporada aos sonhos infantis. Ao sonhar em ser jogador, professor, bombeiro, astronauta, policial, ou o que quer que seja, penso que o último aspecto referente à profissão que uma CRIANÇA deva considerar (se é que considera) é o financeiro. Ele deseja viver aventuras, explorar o desconhecido, experimentar sensações, imitar seus heróis, etc. Pensar na questão financeira é algo que será feito lá pelo meio da adolescência quando o jovem passará a entender e refletir sobre questões práticas da realidade da profissão que vier a escolher seguir. É coisa do mundo real e não do universo lúdico da criança.

Acredito que devemos aproveitar o interesse dos nossos filhos pelas profissões para lhes ensinar valores a elas respectivos. Mostrar o que o profissional faz, como se capacitou para fazê-lo, a satisfação que lhe dá cumprir aquele ofício e, finalmente, o efeito do resultado daquele trabalho sobre a vida das outras pessoas. É claro que também podemos mencionar que as conquistas materiais tais como um tênis novo ou uma viagem de férias são conseqüência da remuneração recebida em virtude do trabalho, mas sem ressaltar esse ponto como primordial.

O craque usando o prestígio para chamar a atenção para o Haiti

Meu filho não tem idéia de quantos milhões de Euros Messi ganha por ano, nem nunca mostrou o menor interesse em saber, afinal não foi por isso que se tornou fã do craque. Quando ele me disse aquela frase que mencionei acima, simplesmente respondi: “Não filho, você quer ser jogador porque você gosta muito de futebol e fazer isso te deixa feliz, é o que importa.” Ele sorriu como se concordasse e seguiu brincado com a sua bola, vestido com a camisa azul grená da sua equipe favorita, ostentando orgulhosamente as cores que hoje pintam o seu sonho infantil.
 
Luiz Eduardo (pai de Messi e de Cristiano Ronaldo)

15 de junho de 2015

A emoção da terceira gestação


A gente fica muito feliz quando nossas leitoras nos procuram para publicar seus próprios textos aqui no Big Motherns Brasília. Dá uma sensação gostosa, um afago no coração, sabe!? Nossa rotina é bem puxada, somos mulheres modernas, cheias de atribuições no dia-a-dia e muitas vezes ficamos com aquela sensação de que algumas coisas mereciam mais dedicação - quem nunca? Hoje o blog está assim, repleto de alegria por trazer a vocês mais um relato de uma mãe que "se vira nos 30" pra dar conta do recado e ainda encontra tempo para escrever e compartilhar suas experiências com mais gente, assim como as Big Motherns Brasília.

A Nara Fernandes é "gente como a gente" e hoje temos a alegria de trazer a vocês mais um texto emocionado dela sobre a descoberta da 3ª gestação (para conhecer os outros textos que a Nara já compartilhou aqui pelo blog use a caixa de busca, ok?!).

Boa leitura!


Bom, como sabe, tenho duas filhas e digamos que não esperava estar grávida. Não tive os sinais comuns: interrupção ciclo menstrual, dores no seio (embora esse sinal eu nunca tenha tido nas outras gestações), super apetite ou enjoo, enfim. Mas, um mês atrasou por uma semana e resolvi fazer o teste da farmácia. Bem, nos primeiros 5 segundos lá estava os dois tracinhos, resolvi esperar os cinco minutos como recomendado nas instruções, vai que desaparecia...rs.... hum, não desapareceu!


Bom, vamos marcar uma ginecologista... ai meu Deus... havia cancelado meu plano há quase dois meses... Não acredito! Ok, vamos usar o plano básico do básico do marido e dar graças a Deus por ter ele. A médica de cara pede uma ecografia logo e ainda diz “hummm, útero está dilatado”... eu não ia aguentar esperar uma ecografia! Pedi que fizesse a solicitação exame de sangue também.

Fiz o exame de sangue naquele mesmo dia, uma hora depois o resultado: Grávida! 10 semanas! 

Meu Deus !!!! Sempre achei surreal alguém dizer que não sabia que estava grávida, bom lá estava eu então no mundo surreal! rs... Deus nos ensina coisas de maneiras bem sutis.

Vamos para a ecografia, já estava com o pedido de exame mesmo! Antes disso, vamos contar ao marido da nova gravidez. Só para constar, havíamos acabado de comprar um imóvel, acabado de mandar fazer móveis planejados para todos os ambientes.... é... vamos lá! Contei! Ele não acreditou, demorei vários minutos tentando dizer que era verdade e ele achando que era brincadeira, piada, qualquer coisa menos que era real. Bom, de tanto insistir, acreditou! Rs... Ficamos anestesiados por um breve momento mas gratos.

No dia da ecografia, fui sozinha, falei para o meu marido que seria a primeira de muitas, ele iria nas outras, o irmão dele estava precisando dele, então ele não foi. Começa o exame e a célebre pergunta: “tem gemelar na sua família?”. Olha, nessa hora eu quase sentei! E imediatamente respondi: “não, por quê???”  e a médica completou... “são gêmeos”. Tive a mesma reação do meu marido, “é brincadeira, pode falar, vc está brincando não é?!”

Quando a médica voltou a tela do computador para mim foi amor à primeira vista! Lá estavam dois bebês, nossa, coisa linda, que emoção! Os olhos encheram de lágrimas! Nossa, que milagre, e dentro de mim! Deus realiza milagres dentro de cada um! Sim, grávida de gêmeos! Que legal!

Você deve estar querendo saber qual a reação do pai.... liguei para ele para contar... foram minutos de risos e risos ao telefone, quando ele parou, ele disse: “como é que você sabe, menina?!”. “Amor, eu fiz o exame, eu vi, são dois bebês e estou com 11 semanas”. Voltamos a rir e começamos a gravar a reação das pessoas. 
 
Bom, numa semana descobri que estava grávida, na outra que eram gêmeos e na seguinte já era a primeira morfológica... tudo rápido!
 
Nara Fernandes
 
 
É, meus caros leitores e seguidores, vamos aguardar os próximos capítulos dessa gestação que promete ser muito alegre!!
 
 
Você tem uma experiência a compartilhar, uma dica de produto legal, sabe de algum lugar pra se divertir com a criançada? Faça como a Nara e colabore com o Big Motherns Brasília! Basta mandar seu relato para maesdebrasilia@gmail.com que teremos o maior prazer em publica-lo aqui.
 
 

11 de junho de 2015

Vamos “turistar” por Brasília? Capítulo 1 – Esplanada dos Ministérios


Nosso blog reúne uma mulherada linda e diversa. Há quem tenha nascido na capital federal e há que tenha se achegado de perto ou de longe. O fato é que Brasília é uma sumidade no quesito “amor à primeira vista”. Nós amamos essa cidade, a temos no coração e com frequência nos aventuramos por seus pontos turísticos (umas mais, outras menos) e é justamente sobre isso que queremos falar hoje com vocês.
 
Apesar de ser uma cidade muito nova (completou 55 anos dia 21 de abril), Brasília é repleta de referências históricas. Nosso tour de hoje vai se resumir aos monumentos da Esplanada dos Ministérios e você vai ficar surpreso com tanta coisa legal pra conhecer ou revisitar. #tomenota
 
A Esplanada dos Ministérios é uma passagem quase obrigatória, porque agrega os principais pontos turísticos da cidade e é onde está o centro do comando do nosso país (para o bem e para o mal – risos). Lá estão os ministérios, o Congresso Nacional, o Palácio do Planalto, o Itamaraty e a Catedral Metropolitana, por exemplo. A presença marcante de obras assinadas por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa evidenciam a exuberância das construções históricas da capital federal.
  
Partindo da Rodoviária do Plano Piloto (nada atrativa, infelizmente), nossa primeira sugestão de parada obrigatória é na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida. Idealizada e projetada por “nada mais, nada menos que...” Oscar Niemeyer, o grande ícone da Arquitetura mundial, a catedral foi o primeiro monumento criado em Brasília, nos idos de 1960. A inauguração oficial aconteceu dez anos depois e marca o imaginário coletivo por sua pomposa e perfeita disposição interna e externa. Sua edificação foi construída com pilares de concreto em forma de bumerangues, no interior de sua nave estão dispostas esculturas de anjos suspensos por cabos de aço, o local de batismos (batistério) é decorado com azulejos assinados pelo carioca Athos Bulcão e por aí vai. Um luxo! Gostou? Conheça o Guia de Visitação (aqui) e inspire-se para ir e ver tudo de pertinho. Ah! E se você quiser assistir a uma missa na charmosa Catedral basta ficar de olho nos dias e horários, disponível em http://catedral.org.br/missas. Você não pode perder o passeio!  
 
O segundo monumento de nosso pequeno tour pela Esplanada dos Ministérios é o Itamaraty. A visitação aqui acontece de segunda a sexta-feira em horários definidos pela manhã (9h, 10h e 11h) e à tarde (14h, 15h, 16h e 17h), de forma guiada. Aos sábados, domingos e feriados os visitantes podem conhecer o Palácio às 9h, 11h, 14h, 15h e 17h. Atenção: o interessado em fazer uma visita ao Itamaraty deve ligar para o (61) 2030-8051 em dia útil e solicitar o agendamento, do contrário, “buá, buá, buá” (sem agendamento eles não aceitam a visitação).
 
Indo em direção à Praça dos Três Poderes temos o Supremo Tribunal Federal (STF). OProjeto Portas Abertas do STF abre as portas do local das 10h às 17h, aos sábados, domingos e feriados para que as pessoas conheçam o interior dessa casa judiciária e possam conhecer um pouco mais sobre esse Poder Estatal. O passeio é gratuito e feito em grupos de no máximo 30 pessoas, sempre com orientação de um servidor da Casa que atua como guia e presta informações aos visitantes.

 
 
A essa altura você já deve ter se deparado com a Praça dos Três Poderes e sua curiosa extensão que congrega, no horizonte, o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, simbolizando a independência dos três poderes constituídos, Executivo, Legislativo e Judiciário, respectivamente. Aqui o espaço é amplo, aberto e perfeito para passeios com crianças pequenas. Abuse da proteção solar, de garrafas de água mineral e não esqueça de levar sua máquina fotográfica ou smartphone para registrar os momentos.
 
Na Praça dos Três Poderes os visitantes podem conhecer o Panteão da Pátria e o Espaço Lúcio Costa. O Panteão guarda, uma coleção de obras históricas como o Mural da Liberdade, o Painel da Inconfidência Mineira e um belíssimo vitral, com 180 m2 de superfície e cores deslumbrantes, assinado pela renomada artista plástica Marianne Peretti, a pedido de Niemeyer. Já no Espaço Lúcio Costa o visitante tem contato com a maquete de Brasília, com tecnologia própria para informar, em especial, deficientes visuais, por exemplo.
 
Panteão da Pátria
 
Espaço Lúcio Costa
 
Vitral de Marina Peretti no Panteão
 
Maquete de Brasília no subterrâneo Espaço Lúcio Costa
 
De costas para o Panteão da Pátria o visitante se depara com o Congresso Nacional, ou o “Legislativo Brasileiro”, que congrega as duas Casas Legislativas do Brasil, Câmara dos Deputados e Senado Federal.
 
 
O Congresso Nacional é aberto para visitas diariamente, das 8h30 às 17h30, com a saída do primeiro grupo às 9 horas. Os guias conduzem os visitantes pelo espaço dando explicações em Português, Inglês, Francês, Espanhol e em Libras, mas sugere-se o agendamento da visita, por garantia. É proibida a entrada de pessoas vestindo bermudas, shorts, camisas sem manga, minissaias e chinelos, com exceção das crianças de até 12 anos de idade, cujo passe é livre para tais trajes. Para facilitar a vida do visitante o pessoal do Congresso Nacional preparou um Guia do Visitante, veja só: http://www2.congressonacional.leg.br/visite/guia-do-visitante-pt.
 
Pra entender quem é quem na representação visual dos "pratos"
 
Já voltando em direção ao nosso ponto de partida, temos, à direita da Praça dos Três Poderes o Palácio do Planalto. Aberto à visitação aos domingos, sempre das 9h30 às 14h, lá é possível conhecer um pouquinho da história arquitetônica do abrigo funcional dos eleitos ao cargo de Presidente da República Federativa do Brasil. No Planalto as visitas também são guiadas e sempre em grupos de 30 pessoas, por ordem de chegada e com direito a um guia com instruções e informações sobre as alas do palácio presidencial.
 
 
Acima do Palácio do Planalto, também à direita da Esplanada, temos o Palácio da Justiça, outra obra de Oscar Niemeyer que merece a parada para fotos – não temos informações sobre visitas ao interior do edifício.
 
 
Uau! Num único post você pode se beneficiar com dicas de dez lugares para ir na capital federal. Agora é programar a agenda e partir para o tour!

Abraços,
 
Cris e Carol, Big Motherns Brasília

8 de junho de 2015

Pergunte ao Dr. Petrus - BHCG indefinido e sangramento


Bom dia, Dr. Petrus!

Me chamo Viviane e gostaria de saber sua opinião: minha menstruação atrasou 5 dias, fiz o exame beta qualitativo e deu indefinido 21,4 (na escala de 05 a 25 indefinido). Logo depois minha menstruação desceu, primeiro como borra de café e depois como um sangue vivo e aguado.

Pelo que andei lendo o indefinido pode significar que a gestação está muito no início! Estou com medo de não saber o que fazer! Já tenho uma consulta marcada com minha ginecologista, mas queria saber se posso estar grávida.

Olá, Viviane!

A maior possibilidade nessa situação, com Beta-HCG no padrão indefinido e presença de sangramento semelhante a fluxo menstrual, infelizmente, é de que você tenha tido um abortamento numa fase muito inicial.

Caso não tenha tido evolução para uma gestação viável, oriento para não se preocupar, pois abortamentos nessa fase inicial ocorrem em até 30% das gestações iniciais. Chamaria atenção, a ponto de se ter uma investigação minuciosa em consultório, se ocorrer 2 abortamentos consecutivos sem causas aparentes.

Fique sem sensação de culpa caso tenha evoluído para aborto, pois geralmente não tem associação com nada que você tenha feito nem haveria muito o que fazer para evitar.

Atenciosamente e à disposição,
            
Dr. Petrus Sanchez
CRM-DF 13584
TEGO 0212-2008

PACIENTES E FAMILIARES: as orientações médicas acima possuem caráter meramente informativo, não substituindo a consulta médica presencial necessária.

4 de junho de 2015

Convite à caridade



Nosso blog volta e meia abre as portas para ações de caridade.

Uma instituição que sempre tem vez aqui é a creche Pedacinho do Céu, que fica no Itapoã.

O trabalho realizado lá é sério e eu o atesto porque sou, pessoalmente, uma das colaboradoras. Além disso, um dos responsáveis diretos pelas doações e campanhas à creche é um amigo pessoal, então, posso dizer, que a Pedacinho do Céu é sim cuidada por quem não tem segundas ou terceiras intenções, mas só a primeira: dar dignidade à 70 crianças da comunidade do Itapoã.

Com sua ajuda (aqui no blog pedimos, prestamos contas), a creche foi reformada e mobiliada nos anos anteriores. Hoje, ela precisa de manutenção, de provisões para manter-se aberta, pagar as contas, comprar os alimentos...

Por isso, o desafio é encontrar pessoas dispostas a uma doação mensal, não importa o valor desta doação. Com R$ 10,00 você já estará fazendo a diferença no sorriso de famílias inteiras.

Vamos ajudar?

Seguem as palavras do amigo Virgílio Sarmento:


"Quero renovar o pedido de ajuda para a nossa creche popular.
Graças às doações mensais de vocês, estamos conseguindo manter acolhidas 70 crianças diariamente na comunidade do Itapoã. Sem a creche, os pais dessas crianças (na sua maioria, mães solteiras) não conseguem trabalhar, a não ser que deixem seus filhos com vizinhos ou mesmo sozinhos em casa. É exatamente nesse momento que acontecem os casos de abusos sexuais e de acidentes domésticos graves que vemos diariamente nos jornais...
E aí? Vamos fazer a diferença na vida dessas famílias?
O trabalho é sério e eu empenho minha palavra que 100% do dinheiro é destinado à instituição.
Doe qualquer quantia mensal, mas não deixe de ajudar!
Creche Pedacinho do Céu, Banco do Brasil, agencia 1423-0, conta corrente 69.003-1, CNPJ 16.697.315/0001-70.
Obrigado! Virgílio"


 O telefone da creche é o  9236-9027 - Você pode falar com a tia Cleo, que coordena o local, e marcar uma visita. Tenho certeza que o trabalho realizado lá ganhará seu coração!

Abraços e obrigada desde já, Lucyanna (mãe do JP e do GB)

1 de junho de 2015

Papo Sério: Pedofilia



Assunto desagradável, mas necessário.

Como você tem orientado seus filhos sobre o contato íntimo com adultos?

O post é pequenino, mas o conteúdo é muito relevante.O vídeo que trago hoje me foi repassado pela Paula, policial civil que, inclusive, escreveu um dos textos mais "prestação de serviço público" da história do blog. Leia ele clicando aqui.

video


A abordagem estilo "animação" do vídeo faz com que a mensagem chegue de maneira mais natural (se é que esse tema consegue ser natural) às crianças.

Nunca é demais alertar nossos pequenos para o mal que, nem sempre, tem a face de um bandido de história em quadrinhos.


Abraços, Lucyanna (mãe do JP e do GB)

28 de maio de 2015

Pergunte ao Dr. Petrus - dificuldade para engravidar


Olá, Dr. Petrus. Me chamo Maísa, tenho 34 anos, tenho um filho com 13 anos. Tenho um relacionamento de 8 anos e há 6 anos tento engravidar, mas não consigo.

Ano passado iniciei um tratamento para verificar se existia alguma coisa de errado comigo, mas graças a Deus estava tudo certo, a não ser a dificuldade de ovular por ter ovários policísticos.

Iniciei um tratamento de três meses com um medicamento indutor de ovulação, mas não tive êxito. Hoje, após três meses de tratamento, minha menstruação está atrasada há 6 dias. Fiz um teste de farmácia que deu negativo. Será que o exame pode ter dado errado por conta do pouco tempo de atraso menstrual? Há possibilidade de eu estar grávida?


Olá, Maísa!

A Síndrome dos Ovários Policísticos pode causar a dificuldade de engravidar devido a ciclos anovulatórios. Nessa enfermidade, o atraso menstrual e a irregularidade menstrual podem acontecer frequentemente.

O teste de farmácia, atualmente, é um ótimo exame para diagnosticar gravidez, mas tem suas limitações quando a gestação é muito inicial.

Aconselho que faça uma avaliação médica por ginecologista-obstetra, porque, se for necessário, irá investigar o porquê da dificuldade de engravidar após excluir gestação por um exame de Beta-HCG laboratorial.
Atenciosamente e à disposição,

Dr. Petrus Sanchez
CRM-DF 13584
TEGO 0212-2008

PACIENTES E FAMILIARES: as orientações médicas acima possuem caráter meramente informativo, não substituindo a consulta médica presencial necessária.

25 de maio de 2015

#educação - O que queremos pros nossos filhos?


No Brasil temos um sistema de ensino dividido por disciplinas. Mesmo diante das várias tentativas em prol da tal “multidisciplinariedade”, nosso sistema ainda se baseia no ensino focado em matérias como o Português, a Matemática, a Geografia, etc. Isso é cultural. Os alunos são preparados para um “mercado ficheiro”, onde cada “gaveta” do cérebro recebe um conhecimento voltado a determinado título. A correlação de conhecimentos depende mais de como cada indivíduo recebe, interpreta e faz uso da informação (e nem estou colocando em questão as experiências de vida de cada um, hein?!) do que da capacidade de propagação de conhecimento multidisciplinar de nossos mestres e doutores. Por mais esforçados que sejam nossos professores – e muitos deles o são mesmo! – o sistema limita e engessa.
 
Esse post tem potencial para render um excelente debate a respeito do modelo de Educação que temos à disposição aqui no Brasil. Vou além: esse post tem potencial para trazer ao debate a forma como a Educação é tratada no Brasil, onde vemos professores sendo menosprezados e agredidos verbal e fisicamente; onde vemos os mestres gastando de seus salários para, por amor à profissão e aos alunos, comprar materiais que faltam na rede pública de ensino; onde vemos profissionais cada vez mais acuados em salas de aula e fora delas com a falta de respeito que afeta muitos alunos hoje em dia.
 
Aliás, é justamente esse o meu desejo: que nos debrucemos um pouquinho à leitura e reflexão desse tema indispensável a todos nós e, em especial, aos nossos filhos, e nos tornemos mais atuantes no processo de ensino-aprendizagem e na elaboração dos planos e metas educacionais do nosso País.
Não sou professora, não trabalho na área de educação e ultimamente nem aluna regular eu sou. Mas sou mãe e me preocupo com as informações que meus filhos estão recebendo ou vão receber nas escolas por onde passarem, por isso sugiro a leitura do texto abaixo, escrito por Renato Carvalho e publicado originalmente no site rescola.com.br.
 
Que façamos valer o nosso direito de representação quando elegemos um deputado ou um senador da República, que, dizem, está lá para nos representar. Que façamos o exercício diário de valorizar os profissionais que são indispensáveis para nossa cultura. Afinal, agora somos a "Pátria Educadora", não é mesmo!?
 

Abraços,
Carol Braz, mãe do Rafael e da Beatriz

Finlândia será o primeiro país do mundo a abolir a divisão do conteúdo escolar em matérias
 
A campainha toca, mas, em vez da aula de História, começa a aula de “Primeira Guerra Mundial”, planejada em conjunto pelos professores especialistas em História, Geografia, Línguas Estrangeiras e (por que não?) pelo professor de Física que achou que seria uma boa oportunidade para trabalhar os conceitos de Balística.
 
À tarde, outro sinal, mas os alunos não vão ter aula de Biologia. Hoje a aula é sobre “Ecossistema Polar Ártico”, ministrada pelos professores especializados em Biologia, Química, Geografia e o de Matemática, que percebeu que os dados sobre o derretimento das geleiras seriam úteis para o estudo de Estatística.
 
Em pouco tempo, cenários como esse, que já são comuns nas principais escolas da capital Helsinki, poderão ser encontrados em toda a rede de ensino do município e nas cidades do interior. O objetivo é claro:
 
Há anos, a educação finlandesa vem sendo considerada a melhor do mundo. Com “segredos” como valorização dos professores, atenção especial aos alunos com mais dificuldades, valorização das artes e de diferentes formas de aprendizagem e uma radical redução no número de provas e testes, o país tem consistentemente dividido as mais altas posições nos rankings do PISA (Programme for International Student Assessment, ou Programa para Avaliação Internacional de Estudantes) com Cingapura, mas com as vantagens de oferecer uma educação universalmente gratuita e livre dos tremendos níveis de estresse aos quais os estudantes asiáticos são submetidos.
 
Apesar dos excelentes resultados (ou talvez por causa deles), a Finlândia pretende continuar repensando e aprimorando seu sistema educacional. “Não é apenas Helsinki, mas toda a Finlândia que irá abraçar a mudança”, afirma Marjo Kyllonen, gerente educacional de Helsinki. “Nós realmente precisamos repensar a educação e reprojetar nosso sistema, para que ele prepare nossas crianças para o futuro com as competências que são necessárias para o hoje e o amanhã. Nós ainda temos escolas ensinando à moda antiga, que foi proveitosa no início dos anos 1900 – mas as necessidades não são mais as mesmas e nós precisamos de algo adequado ao Século 21.”
 
Naturalmente, a ideia de substituir “Matérias” por “Fenômenos” como forma de dividir o conteúdo escolar e apresentá-lo aos alunos sofreu resistência inicial, principalmente dos professores e diretores que passaram suas vidas se especializando e se preparando para ensinar matérias. Mas com suporte do governo – inclusive incentivos financeiros através de bonificações para os professores que aderissem ao método – os professores foram gradualmente se envolvendo e hoje aproximadamente 70% dos professores das escolas de ensino médio da capital já estão treinados e adotando essa nova abordagem.
 
Atualmente, as escolas finlandesas já são obrigadas a oferecer ao menos um período de ensino multidisciplinar baseado em Fenômenos por ano. Na capital Helsinki, a reforma está sendo conduzida de forma mais acelerada, com as escolas sendo encorajadas a oferecer dois períodos. A previsão de Marjo Kyllonen é de que em 2020 a transição estará completa em todas as escolas do país.
 

21 de maio de 2015

Nota de Pêsames


A história das Big Motherns Brasília é recheada de encontros maravilhosos.

Em momentos anteriores, firmamos algumas parcerias para presentear nossas leitoras com produtos e serviços de qualidade.

E foi em uma ocasião dessas que conhecemos a Andrea, mamãe como nós, e dona da Boo, Moda e Lúdicos.

Recebemos aqui, com muita tristeza, a notícia de que essa mamãe-empreendedora faleceu esta semana.

A vida tem um curso que tomamos por natural, mas por vezes somos vivenciamos situações abruptas, que nos fazem sentir pequeninos e impotentes.

Nestas horas, a fé e o amor nos sustentam. A fé na sabedoria Divina, que tudo sabe. E o amor por aqueles que se vão e por aqueles que ficam, alimento para a alma seguir firme, embora machucada.

Nossos votos são para que a família encontre alento e paz neste momento de dor e saudade. Estamos aqui, em oração por isso. Deus os abençoe.

São os votos sinceros de Andrea, Amanda, Ana Carolina, Cristiane, Lidiane, Lucyanna, Maiara, Mayara, Polyanna e Raquel


18 de maio de 2015

UM DOMINGO COM 3 FESTAS INFANTIS - PARTE 3


Oi gente, hoje vim completar a série de posts sobre o domingo no qual fomos a 3 festas infantis bem diferentes entre si, mas todas muito legais. Minha idéia foi partilhar as propostas, pois sei que a gente sempre está em busca de experiências divertidas e especiais para nossos anjinhos.

Bem, já contei sobre a festa no cinema (leia aqui) e sobre a festa na chácara (leia aqui), agora vou falar da festa que encerrou nosso dia e que foi muito especial também!

3ª festa - 15h
(Só conseguimos chegar às 16h30)

 Local: Salão de festas do prédio
Tema: Vingadores e Frozen (era uma festa dupla)
Como foi:
·         Com gosto de festa de antigamente, quando o principal era reunir irmãos, primos e amiguinhos mais próximos e celebrar o dom da vida dos filhos.
·         A mamãe caprichou nos detalhes. A festa era toda dividida: metade vermelha (vingadores), metade azul (frozen).
·         Foi montada uma mesa de lanche, onde havia um recheaud com molho de cachorro-quente. Além disso, uma cesta com o pão já cortado; pão de queijo; pãezinhos com goiabada dentro; pãezinhos recheados de queijo;potinhos de salada de frutas na champanheira; duas suqueiras com sucos de polpa (morango e uva), levemente adoçados; brigadeiro caseiro de copinho. A mesa ficou linda e certamente tinha mais coisas, mas lembro dessas!
·         Um garçom servia bebidas.
·         Para a criançada, tinha uma cama elástica; um mini golf (aquele caseiro mesmo) e um animador infantil.


·         A mesa do bolo era também dividida ao meio. E em cada extremidade a mamãe colocou um arranjo de balões com hélio. Docinhos personalizados e bolos lindos finalizaram com muito bom gosto a mesa.
·         As lembrancinhas foram mini cestas de "lanche da tarde" - para as meninas, eram azuis; para os meninos, vermelhas. Dentro da cesta, um delicioso e saudável lanche, com suco, fruta e biscoitos. A mamãe colocou, na hora de sairmos, um pirulito de chocolate dentro da cestinha, personalizado, um mimo só.

única foto deste post que foi realmente da festa, ficou linda a lembrancinha, não?
O que mais gostamos: Uma festa tão família que nos fez sentir que estávamos em casa. Tudo com muito cuidado nos detalhes. O animador da festa foi um sucesso entre as crianças, fez excelentes gincanas (uma delas com quadro de desenhar, que envolveu crianças de diferentes faixas etárias e todas participaram). Infelizmente, esqueci o nome do profissional, mas se lembrar incluo aqui no post depois. 

Para prestar atenção: Se, como eu, seus filhos nasceram na época da chuva, tenha um plano B para entreter a galerinha. No caso da festa, o animador era realmente bom, mas lápis de cor, sucata e jogos de tabuleiro também fazem milagres!

Foi um fim de tarde agradável e encerrou nosso domingo com chave dourada. Festa sem exageros, mas muito bem pensada nos detalhes e, principalmente, com foco no principal: a alegria das crianças.
No final, foram 3 festas muito diferentes, mas todas deixaram a sensação de que as famílias pensaram em como confraternizar, celebrar e partilhar a alegria da vida dos filhos com os amigos e familiares. Nada contra quem gosta de pesar a mão , até porque acho, sinceramente, que cada um faz aquilo que deseja, mas senti que este domingo me remeteu às festas da minha infância e,  talvez por isso, a pensar no que realmente faz a diferença: sermos nós mesmos e ensinarmos nossos filhos a serem autênticos, livres e, em consequência, felizes.

Abraços, Lucyanna
(exausta, mas feliz em poder partilhar com JP e GB momentos tão legais)

p.s. as fotos foram retiradas do google e do arquivo pessoal

14 de maio de 2015

Maio amarelo - um movimento pela segurança no trânsito


Chegamos mais uma vez para apoiar o movimento MAIO AMARELO, uma iniciativa sensacional que tem o objetivo de colocar em pauta discussões e reflexões sobre segurança no trânsito, envolvendo diversos segmentos da sociedade civil organizada e do Poder Público no engajamento de ações e propagação de conhecimento. Atualmente o MAIO AMARELO conta com mais de 28 mil apoiadores e o Big Motherns Brasília te convida a entrar para o time.

A ideia aqui é te estimular a realizar atividades voltadas à conscientização, a debater sobre as responsabilidades relacionadas à segurança no trânsito, bem como a avaliar os riscos sobre o comportamento de cada cidadão (incluindo você) em seus deslocamentos diários no trânsito. A ação quer somar esforços em prol de um trânsito mais seguro para todos, dentro ou fora de um veículo automotivo.
 
Vem com a gente?

A iniciativa trabalha com um calendário fixo de temas, possibilitando a difusão do conhecimento nas mais diversas esferas relacionadas ao trânsito: ciclistas, pedestres, motoristas, motociclistas e sociedade em geral. Veja a agenda completa no site oficial: http://maioamarelo.com/agenda-de-acoes/
 
Foto: Correio Braziliense

Os temas têm abordagem simples e direta por meio de vídeos, cartazes, folhetos e material para rádio. Em Brasília, por exemplo, os monumentos da Esplanada dos Ministérios receberam uma iluminação especial na cor amarela e o Detran tem feito blitz e abordado os motoristas com o objetivo de conscientizar acerca da segurança no trânsito – os agentes também têm oferecido adesivos da campanha para que os motoristas colem em seus carros e, assim, propaguem o MAIO AMARELO.

A ideia do MAIO AMARELO, assim como outros movimentos coloridos como o “Outubro Rosa” e o “Novembro Azul”, é internacional e veio para o Brasil para ficar. A cor escolhida decorre do alerta de sinalização de trânsito que demanda atenção, o sinal amarelo.

Gostou da ideia e quer saber mais a respeito? Entre no site www.maioamarelo.com e conheça um pouco mais dessa iniciativa bacana.

Abraços,
 
Carol Braz (mãe da Beatriz e do Rafael, que, ao avistar um sinal amarelo, já avisa logo que devemos parar, por precaução)

12 de maio de 2015

#ficaadica: Festival de Cinema Europeu - 12 a 19 de maio, no Cine Brasília


Começa hoje (12) e vai até a próxima terça-feira (19) o Festival de Cinema Europeu, no Cine Brasília com exibição de filmes europeus com a temática “Cidadania e Desenvolvimento”. Abertura acontece às 19h de hoje (terça-feira, 12 de maio) com projeção do drama italiano “O Sol Dentro", seguida de festa ao som da DJ portuguesa Joana Hasse e foodtrucks com diversas comidas e bebidas à venda. A entrada é gratuita e a classificação, livre.

Serviço
Festival de Cinema Europeu
Local: Cine Brasília (EQS 106/107 - Asa Sul)
Horário: 19 horas
Duração do filme: 1h40
Classificação: livre
Contato: 3244-1660
* entrada franca

Programação e Sinopse dos filmes 

TERÇA (12)
19h - O Sol Dentro (Itália), 100 min

QUARTA (13)
19h - O Novo Mundo (Estônia), 88 min
21h - O Investigador (Hungria), 107 min

QUINTA(14)
19h - O Reencontro (Suécia), 88 min
21h - A gangue de Oss (Países Baixos), 108 min

SEXTA (15)
17h - A Estação de Rádio (França), 103 min
19h - Kadish para um amigo (Alemanha), 94 min
21h - A Fita Branca (Austria), 139 min

SÁBADO (16)
17h - O Cão Japonês (Romênia), 90 min
19h - Diamantes Negros (Espanha), 94 min
21h - Tabu (Portugal), 118 min

DOMINGO (17)
17h - Pai (Eslovênia), 71 min
18h45 - Alabama Monroe (Bélgica), 110 min
21h - Imagine (Polônia), 105 min

SEGUNDA (18)
19h - Thomas, o Falcoeiro (Eslováquia), 96 min
21h - Homens de Esperança (Rep. Tcheca), 110 min

TERÇA (19)
19h - His and Hers (Irlanda), 80 min
21h - O Amante da Rainha (Dinamarca), 132 min

Mais informações e sinopses em http://www.semanadaeuropa.org.br/cinema.

O Festival

O Festival de Cinema Europeu acontece nos meses de maio e junho em nove capitais brasileiras e celebra em grande estilo o Dia da Europa, festejado dia nove de maio, data que marca o início da formação da União Europeia.

A mostra está composta por 18 filmes de 18 países diferentes, abarcando desde o conflito entre árabes e judeus no filme alemão Kadish para um Amigo, passando pela contracultura estoniana em O Novo Mundo, até a chegada de africanos a Madri com o sonho de serem grandes jogadores de futebol no espanhol Diamantes Negros. Na seleção também há filmes inéditos, como o esloveno Pai, e premiados como  o austríaco A Fita Branca e o português Tabu.

No mundo tão conectado em que vivemos, toda variedade presente no Festival de Cinema Europeu nos mostra como é importante aceitar o próximo. Toda nação global só é possível se entendermos a cidadania como tolerância e aceitação do diferente. E vamos celebrar a diversidade! (Daniela Marinho – Curadora da Semana da Europa)